Questão respondida

D.Ferreira Sábio

Quais são os tipos de vírus que existem atualmente?

1 em 25/9/2009 às 22:48h

Qual é a característica de cada um e qual desses tipos é o mais perigoso ?

Questão respondida

Respostas

Mostrando de 1 a 4 de 4 respostas encontradas (0.027 segundos)
HélioEspecialista

Melhor Resposta

4Hélio em 26/9/2009 às 23:48h

Veja a lista abaixo:

Adwares

São malwares que infestam o computador com anúncios e propagandas, porém sem o seu consentimento. Existe toda uma indústria por trás dos adwares, e eles faturam milhões.

Keyloggers

São malwares criados para monitorar tudo que é digitado no teclado pelo usuário. Com o objetivo de capturar senhas e outros dados pessoais.

Spywares

São malwares que rastreiam toda a sua atividade no computador e internet, monitorando páginas visitadas, hábitos de navegação e tantas outras informações. Podem vir embutidos em softwares desconhecidos e sites maliciosos.

Trojans

São malwares maliciosos que executam atividades ocultas no sistema. Podem vir junto com um arquivo que você baixou ou camuflado em outros programas.

Worms

São uma espécie de malware, que utiliza a rede para contaminar outros computadores e se propagar. Costumam infectar um grande número de computadores e se espalham de forma muito rápida. Costumam chegar por anexos de e-mails.

Hijackers

São programas que costumam infectar o navegador da vítima. Podendo alterar a página inicial do usuário, exibir pop-ups abusivamente e instalar barras de ferramentas indesejáveis. Costumam atingir o Internet Explorer.

Rootkits

São uma espécie de trojan que procuram se camuflar no sistema, com técnicas avançadas de programação. Costumam utilizar técnicas como: esconder suas entradas no registro, e esconder os seus processos no gerenciador de tarefas.

Vírus de Boot

Um dos primeiros tipos de vírus conhecido, o vírus de boot infecta a partição de inicialização do sistema operacional. Assim, ele é ativado quando o computador é ligado e o sistema operacional é carregado.
Time Bomb

Os vírus do tipo "bomba-relógio" são programados para se ativarem em determinados momentos, definidos pelo seu criador. Uma vez infectando um determinado sistema, o vírus somente se tornará ativo e causará algum tipo de dano no dia ou momento previamente definido. Alguns vírus se tornaram famosos, como o "Sexta-Feira 13", "Michelangelo", "Eros" e o "1º de Abril (Conficker)".

Vírus no Orkut

Em torno de 2006 e 2007 houve muitas ocorrências de vírus no Orkut que é capaz de enviar scraps (recados) automaticamente para todos os contatos da vítima na rede social, além de roubar senhas e contas bancárias de um micro infectado através da captura de teclas e cliques.

Estado Zumbi

O estado zumbi em um computador ocorre quando é infectado e está sendo controlado por terceiros. Podem usá-lo para disseminar, vírus, keyloggers, e procededimentos invasivos em geral.

A LISTA É GRANDE, MAS INFELIZMENTE ELA AUMENTA A CADA DIA! PARA NOSSA SORTE OS ANTIVÍRUS MELHORAM TAMBÉM!

Fonte: By: Hélio

IgorDescolado
2Igor em 28/9/2009 às 18:22h

São variados mais ai vão alguns exemplos.

Adwares

São malwares que infestam o computador com anúncios e propagandas, porém sem o seu consentimento. Existe toda uma indústria por trás dos adwares, e eles faturam milhões.

Keyloggers

São malwares criados para monitorar tudo que é digitado no teclado pelo usuário. Com o objetivo de capturar senhas e outros dados pessoais.

Spywares

São malwares que rastreiam toda a sua atividade no computador e internet, monitorando páginas visitadas, hábitos de navegação e tantas outras informações. Podem vir embutidos em softwares desconhecidos e sites maliciosos.

Trojans

São malwares maliciosos que executam atividades ocultas no sistema. Podem vir junto com um arquivo que você baixou ou camuflado em outros programas.

Worms

São uma espécie de malware, que utiliza a rede para contaminar outros computadores e se propagar. Costumam infectar um grande número de computadores e se espalham de forma muito rápida. Costumam chegar por anexos de e-mails.

Hijackers

São programas que costumam infectar o navegador da vítima. Podendo alterar a página inicial do usuário, exibir pop-ups abusivamente e instalar barras de ferramentas indesejáveis. Costumam atingir o Internet Explorer.

Rootkits

São uma espécie de trojan que procuram se camuflar no sistema, com técnicas avançadas de programação. Costumam utilizar técnicas como: esconder suas entradas no registro, e esconder os seus processos no gerenciador de tarefas.

Vírus de Boot

Um dos primeiros tipos de vírus conhecido, o vírus de boot infecta a partição de inicialização do sistema operacional. Assim, ele é ativado quando o computador é ligado e o sistema operacional é carregado.
Time Bomb

Os vírus do tipo "bomba-relógio" são programados para se ativarem em determinados momentos, definidos pelo seu criador. Uma vez infectando um determinado sistema, o vírus somente se tornará ativo e causará algum tipo de dano no dia ou momento previamente definido. Alguns vírus se tornaram famosos, como o "Sexta-Feira 13", "Michelangelo", "Eros" e o "1º de Abril (Conficker)".

Vírus no Orkut

Em torno de 2006 e 2007 houve muitas ocorrências de vírus no Orkut que é capaz de enviar scraps (recados) automaticamente para todos os contatos da vítima na rede social, além de roubar senhas e contas bancárias de um micro infectado através da captura de teclas e cliques.

Estado Zumbi

O estado zumbi em um computador ocorre quando é infectado e está sendo controlado por terceiros. Podem usá-lo para disseminar, vírus, keyloggers, e procededimentos invasivos em geral.

MarcosNovato
2Marcos em 25/9/2009 às 22:59h

Existem atualmente 14 categorias de vírus de computador. Veja a seguir quais são os tipos de vírus e suas características:

Tipo Característica
Arquivo: Vírus que anexa ou associa seu código a um arquivo. Geralmente, esse tipo de praga adiciona o código a um arquivo de programa normal ou sobrescreve o arquivo. Ele costuma infectar arquivos executáveis do Windows, especialmente .com e .exe, e não age diretamente sobre arquivos de dados. Para que seu poder destrutivo tenha efeito, é necessário que os arquivos contaminados sejam executados.
Alarme falso Não causa dano real ao computador, mas consome tempo de conexão à Internet ao levar o usuário a enviar o alarme para o maior número de pessoas possível. Se enquadra na categoria de vírus-boato e cartas-corrente.
Backdoor: Como o próprio nome diz, é um vírus que permitem que hackers controlem o micro infectado pela "porta de trás". Normalmente, os backdoors vêm embutidos em arquivos recebidos por e-mail ou baixados da rede. Ao executar o arquivo, o usuário libera o vírus, que abre uma porta da máquina para que o autor do programa passe a controlar a máquina de modo completo ou restrito.
Boot: Vírus que se infecta na área de inicialização dos disquetes e de discos rígidos. Essa área é onde se encontram arquivos essenciais ao sistema. Os vírus de boot costumam ter alto poder de destruição, impedindo, inclusive, que o usuário entre no micro.
Cavalo de Tróia ou Trojan São programas aparentemente inofensivos que trazem embutidos um outro programa (o vírus) maligno.
Encriptados Tipo recente que, por estarem codificados, dificultam a ação dos antivírus.
Hoax: Vírus boato. Mensagens que geralmente chegam por e-mail alertando o usuário sobre um vírus mirabolante, altamente destrutivo. Veja também: O que são hoaxes.
Macro: Tipo de vírus que infecta as macros (códigos executáveis utilizados em processadores de texto e planilhas de cálculo para automatizar tarefas) de documentos, desabilitando funções como Salvar, Fechar e Sair.
Multipartite: Vírus que infecta registro mestre de inicialização, trilhas de boot e arquivos
Mutante Vírus programado para dificultar a detecção por antivírus. Ele se altera a cada execução do arquivo contaminado
Polimórfico: Variação mais inteligente do vírus mutante. Ele tenta difiultar a ação dos antivírus ao mudar sua estrutura interna ou suas técnicas de codificação.
Programa: Infectam somente arquivos executáveis, impedindo, muitas vezes, que o usuário ligue o micro.
Script: Vírus programado para executar comandos sem a interação do usuário. Há duas categorias de vírus script: a VB, baseada na linguagem de programação, e a JS, baseada em JavaScript. O vírus script pode vir embutido em imagens e em arquivos com extensões estranhas, como .vbs.doc, vbs.xls ou js.jpg
Stealth: Vírus "invisível" que usa uma ou mais ténicas para evitar detecção. O stealth pode redirecionar indicadores do sistema de modo a infectar um arquivo sem necessariamente alterar o arquivo infectado.


O vírus mais perigoso é o Sasser
Criado por um adolescente alemão (17 anos de idade), o Sasser começou a se espalhar em abril, e foi destrutivo o bastante para deixar fora do ar o satélite de comunicações para algumas agências de notícias da França. Também resultou no cancelamento de vários vôos da Delta Airlines e na queda do sistema de várias companhias ao redor do mundo. Diferente da maioria dos worms que o antecederam, o Sasser não era transmitido por email e não precisava de nenhuma ação do usuário para se instalar. Ele explorava uma falha de segurança em sistemas rodando Windows 2000 e XP desatualizados. Quando conseguia se replicar, procurava ativamente por outros sistemas desprotegidos e se transmitia a eles. Os sistemas infectados experimentavam quedas repetidas e instabilidade. Como o autor ainda era menor de idade quando criou o vírus, um tribunal alemão considerou-o culpado por sabotagem de computadores, mas suspendeu a sentença. O Sasser causou dezenas de milhões de dólares em prejuízos.
Logo depois vem o Zafi.B

0Desativado desde 2009 em 25/9/2009 às 23:48h

Leia esse artigo do Baixaki (http://www.baixaki.com.br/info/853-aprenda-as-diferencas-entre-virus-trojans-spywares-e-outros.htm) e entenda tudo sobre os tipos de pragas e o que elas fazem.

Tira-Dúvidas beta