O que são cabos RCA?

Com certeza você já "esbarrou" com um cabo ou conector deste tipo. Saiba como surgiu e como funciona esse padrão.
  • Visualizações123.845 visualizações
Por Danilo Amoroso em 27 de Maio de 2009

Que se pronunciem aqueles que nunca usaram ou pelo menos viram um cabo do tipo RCA. Falando assim, pelo nome, muitas pessoas podem não perceber, mas se comentar sobre aquele cabo com três pontas - uma amarela, uma branca e uma vermelha - é praticamente certo que muitos vão visualizar esse cabo.

Este cabo colorido e com um pino em sua ponta é conhecido como cabo RCA. Ele é utilizado para frequências que variam das mais baixas até as mais altas, de muitos Megahertz. Por isso ele também é muito versátil, podendo ser utilizado em equipamentos de som estéreo, amplificadores e televisores.

O nome é a sigla de Radio Corporation of America, o mesmo nome da empresa que introduziu este modelo para conectar tocadores mono em amplificadores, na década de 40. Justamente por isso, este grupo de conectores também é chamado de conectores phono (abreviação de phonograph, fonográfico), pois ele era utilizado para criar a conexão entre um tocador de vinil e um rádio que amplificava o sinal.

Ao mesmo tempo, entusiastas e radialistas podiam integrar equipamentos comprados individualmente, por exemplo um tocador, receptores, caixas de som. Ou seja, praticamente um sistema de som próprio. Em poucos anos, o padrão ganhou força e substituiu os conectores antigos no mercado de áudio.

Este é um cabo RCA do tipo mais conhecido.A fidelidade do sinal transmitido por cabos e conectores RCA é altíssima, e por isso o sistema virou um padrão de sucesso no mundo todo. Por sua capacidade de trabalhar bem com diferentes frequências, o padrão RCA passou a ser utilizado em muitas outras situações, inclusive vídeo. Hoje, o padrão universal designa o cabo amarelo para vídeo, vermelho para o canal direito do áudio, e branco para o canal esquerdo (confira a codificação de cores mais abaixo). Os conectores para esses cabos são encontrados em quase todo equipamento de áudio ou vídeo moderno.

Como?

O princípio de conexões RCA é simples. Ao plugar o cabo macho no conector fêmea, o sinal entra em contato rapidamente, antes mesmo de ser encaixado totalmente. Por isso é comum ouvir interferências ao conectar os cabos com o equipamento ligado. Barulhos permanentes nessas conexões podem indicar que os cabos estão mal conectados.

Além de aparelhos de som, televisores, videocassetes, aparelhos de DVD e projetores de vídeo, entradas do tipo RCA podem ser encontradas em várias placas de vídeo para o computador. Esta saída pode ser utilizada para conectar seu micro em um televisor.

Diferentes conectores RCA, cada um para um fim específico.

Apesar da extensa popularidade, este padrão não representa a maior qualidade na transferência de sinais de áudio e vídeo. Se algum aparelho seu tem conectores do tipo S-Video ou Vídeo Componente, use-os, pois estes padrões têm um nível de qualidade ainda maior.

Codificação por cores

Mencionamos as três cores no começo desse artigo porque este é o tipo de cabo RCA mais utilizado atualmente. Mas a verdade é que há muitas utilizações do padrão, e o de vídeo é só uma delas. Veja a relação de cores e seus respectivos usos:

Amarelo: vídeo analógico.

Branco: canal esquerdo de som estéreo (ou mono caso contrário).

Vermelho: canal direito de som estéreo.

Verde: áudio central.

Azul: canal esquerdo em aparelhos surround.

Cinza: canal direito em aparelhos surround.

Marrom: canal esquerdo traseiro em aparelhos surround.

Bege: canal direito traseiro em aparelhos surround.

Púrpura: subwoofer.

Há ainda o padrão do cabo de vídeo componente, que é um pouco diferente:

Verde: Y, ou seja, o brilho (luma).

Azul: Pb, ou seja, a diferença entre o azul e o brilho.

Vermelho: Pr, ou seja, a diferença entre o vermelho e o brilho.

Cabos RCA para conexões do tipo Vídeo Componente.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!