Maior prédio do mundo terá 1.600 metros

Governo da Arábia Saudita autorizou a construção do Kingdom Tower. Custos da obra devem passar de 30 bilhões de dólares.
  • Visualizações94.899 visualizações
Por Renan Hamann em 11 de Abril de 2011

(Fonte da imagem: SkyScraperCity)

Se você tem vertigem, é melhor nem imaginar como seria ficar no alto deste prédio. Ainda em fase de projetos, o Kingdom Tower (que será construído na cidade de Jeddah, Arábia Saudita) deve possuir 275 andares quando estiver pronto, atingindo a incrível marca dos 1,6 mil metros de altura. O empreendimento pode chegar a custar 30 bilhões de dólares.

Os atuais planos dos engenheiros responsáveis distribuem os andares do Kingdom Tower da seguinte maneira: os cinco primeiros andares são destinados ao lobby e setores de serviços, os próximos 50 são reservados para escritórios diversos e os 25 seguintes são reservados para um hotel. Do 76º andar 76 ao 195º, estão os blocos residenciais.

Depois de todos esses andares, existe mais uma divisão de 600 metros, em que será instalada a central de geração de energia alternativa do prédio. Exatamente, o Kingdom Tower deve possuir amplas centrais de captação de energia solar e eólica, prometendo ser menos nocivo à natureza do que outras construções.

Comparando com outros prédios

Para quem acha que os 1,6 mil metros do Kingdom Tower não são grande coisa, vamos compará-lo a outras grandes construções. O atual primeiro colocado no ranking fica em Dubai (Emirados Árabes Unidos), possuindo 828 metros de altura. Burf Khalifa foi finalizado em 2010 e conta com 163 andares (102 a menos do que o prédio saudita).

  • Burj Khalifa (Emirados Árabes Unidos): 828 metros;
  • Taipei 101 (Taiwan): 508 metros;
  • Shanghai World Financial Center (China): 492 metros;
  • International Commerce Centre (Hong Kong): 484 metros;
  • Petronas Towers (Malásia): 452 metros;
  • Nanjing Greenland Financial Center (China): 450 metros;
  • Willis Tower (Estados Unidos): 442 metros.


Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!