As forças armadas chinesas já estão realizando treinamentos utilizando armas de laser – não como aquelas que os Stormtroopers de Star Wars usam –, mas ainda assim bastante eficazes. Na verdade, elas não possuem poder letal, nem podem ferir de fato um soldado inimigo, mas são utilizadas para interferir cegando um oponente ou atrapalhando dispositivos de visão noturna.

Vale ressaltar que esse tipo de arma é proibido desde 1998 após a publicação de um protocolo que impede o uso de dispositivos que podem cegar pessoas, mas aparentemente a aplicação desses novos rifles chineses será contra veículos terrestres, aéreos ou mesmo robôs.

Uma dessas armas, a PY132A, foi exibida recentemente em uma feira de produtos policiais na china e pode ser usada contra drones terroristas. O laser é potente o suficiente para danificar sensores e câmeras e tem capacidade de visão térmica e noturna para uma melhor precisão.

Durante uma guerra, essa arma pode ser muito útil para acabar com sensores térmicos de tanques e outros veículos, desabilitar câmeras de vigilância e afetar outros sistemas eletrônicos cruciais para a batalha. O que se sabe ainda é se os rifles de laser têm potencial para afetar humanos, seja ferindo ou até cegando.

Seja como for, já dá para perceber que a China está pronta para uma possível Terceira Guerra Mundial. Será?