Boa sorte Kaz: Sony no vermelho com prejuízos monstruosos

Solução prevê a eliminação de setores menos lucrativos.
  • Visualizações6.089 visualizações
Por Alexandre Campos em 2 de Fevereiro de 2012

Boa sorte Kaz: Sony no vermelho com prejuízos monstruosos

O novo CEO e presidente da Sony, Kazuo Hirai, certamente enfrentará um teste de fogo durante este ano. A empresa revelou recentemente os resultados financeiros do o último trimestre de 2011. Entre os números, aparece a vultosa quantia de US$ 2 bilhões (cerca de R$ 3,5 bilhões) representando um prejuízo líquido para a companhia. Segundo a empresa, os principais protagonistas da derrocada foram a enchente na Tailândia, um mercado mais competitivo — sobretudo no setor de smartphones —, a alta do iene e também as vendas reduzidas de TVs LCD e do PlayStation3.

Embora a porção da Sony no negócio de S-LCD tenha sido vendida para a Samsung (que arcou com a sua parte do prejuízo), fato é que isso ainda representou uma perda para a empresa, cujas ações no setor foram vendidas a preço de banana no último mês. Ademais, os reparos necessários após a enchente tomaram dos cofres da Sony mais US$ 114 milhões (aproximadamente R$ 200 milhões) — embora a maior parte desse valor tenha sido paga pelo seguro.

Os baixos preços de revenda ocasionaram ainda uma queda na lucratividade das televisões de LCD, não chegando a cobrir os custos originalmente investidos. Pelo lado dos games, há ainda um esforço constante para tapar o imenso buraco deixado pela colossal campanha de marketing devotada à PlayStation Network. Naturalmente, as baixas vendas do PlayStation 3 complicaram ainda mais o cenário.

Boa sorte Kaz: Sony no vermelho com prejuízos monstruosos (Fonte da imagem: Divulgação/Sony)

Mas, verdade seja dita, há uma luz no fim do túnel. Os resultados financeiros revelaram um crescimento de 7,7% no setor de filmes em relação ao mesmo período de 2010. Entretanto, isso não impede a previsão de mais perdas até o final do ano fiscal de 2011. Por parte do presidente Hirai, a solução deve vir de um investimento massivo no setor de câmeras e jogos, com investimentos na jogabilidade móvel e também para reestruturar o negócio de TVs — além da eliminação sumária de alguns setores menos lucrativos.

Para mais jogos... E números, fique ligado no Baixaki Jogos.

Via BJ



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!