Alguns anos atrás, a Google comprou o serviço VirusTotal, mas manteve o funcionamento dele completamente autônomo. Ainda hoje, é possível acessar o site de varreduras e perceber que não há interferência da equipe da Google no processo de funcionamento do VirusTotal. Mas isso não significa que não existam investimentos e melhorias.

A prova mais recente disso está na atualização que foi anunciada nesta semana. Pelo blog oficial do serviço, foi revelado que o serviço está recebendo um novo tipo de funcionalidade. Trata-se de um scanner para firmware, que busca encontrar arquivos e processos maliciosos "além das entranhas do sistema operacional". 

Com a novidade, deve se tornar possível ir em busca de processos relacionados a agências de espionagem ou servidores clandestinos preparados para roubar dados. O grande foco do sistema está em capturar malwares que estejam escondidos e tenham sobrevivido a formatações, limpezas e outros processos de segurança.

Vale dizer que este processo é um pouco mais complicado do que as varreduras comuns, pois exige que os usuários façam o upload de imagens de seus firmwares — e a criação disso também não é muito intuitiva. Com isso, o serviço pode fazer comparações do firmware existente com o modelo original publicado pelas fabricantes. Será que vai fazer sucesso?

Como você protege o seu computador de vírus e outros malwares? Comente no Fórum do TecMundo