Tony Beltramelli está fazendo mestrado na área de TI da Universidade de Copenhagen e também é o responsável por colocar uma pulga atrás da orelha das pessoas que usam smartwatches: ele mostrou que é possível, através dos sensores de movimento do aparelho, registrar tudo que a pessoa escreve enquanto usa um – inclusive senhas.

Se você tem um aparelho do tipo, não precisa surtar: Beltramelli demonstrou, em sua tese de mestrado, que os movimentos capturados pelos sensores do smartwatch podem ser analisados e cruzados com um padrão para determinar quais números foram digitados em um teclado numérico – que tem um desenho idêntico, na maioria dos casos. Tudo isso, entretanto, foi feito em um dispositivo ao qual o estudante tinha acesso total.

Além disso, a descoberta de Beltramelli tem implicações positivas na área de segurança, já que cada pessoa tem um padrão distinto de movimentos que são feitos com os dedos em um teclado – e que podem ser usados como mais uma forma de autenticação.

De qualquer forma, vale sempre a recomendação de prestar muita atenção e ter bastante cuidado com o que você instala em seus aparelhos.