Por mais que a BlackBerry tenha a segurança como um dos principais destaques dos seus celulares, existem alguns modelos modificados dos dispositivos da empresa que levam essa preocupação a outro patamar e contam com encriptação PGP para email. O nível de proteção desses aparelhos teoricamente é tão alto que eles estariam sendo usados até mesmo por grupos criminosos organizados. No entanto, novidades da polícia dos Países Baixos indicam que esses smartphones podem, na realidade, não ser tão impenetráveis quanto se pensava.

Segundo um representante do Instituto Forense dos Países Baixos (NFI, na sigla em inglês), as autoridades do país conseguem recuperar e ler mensagens deletadas e emails encriptados nos dispositivos PGP da BlackBerry. Para realizar a façanha, a instituição teria utilizado um software forense específico desenvolvido por uma companhia privada chamada Cellebrite. Os dados obtidos dessa forma serão usados em investigações de crimes dentro da nação.

Os smartphones BlackBerry com encriptação PGP são vendidos por vários comerciantes online, contando com propagandas que os anunciam como uma opção mais confiável do que a oferecida pelos modelos-padrão de celular para o envio de comunicados sensíveis ou sigilosos. Segundo uma dessas lojas, a GhostPGP, os produtos do tipo “oferecem a única maneira comprovada e testada por um longo tempo de se comunicar de forma segura e em total anonimato”.

Técnica misteriosa

Pouco se sabe sobre a técnica específica utilizada pelo NFI para acessar os dados encriptados nos celulares BlackBerry modificados. Uma das possibilidades pode envolver uma abordagem de força bruta baseada em dados de senha encontrados na memória dos dispositivos, embora isso normalmente envolva a remoção de um chip da placa-mãe do smartphone em questão.

Seja como for, um fato que permanece é que o invasor em questão – seja ele da polícia ou não – teria que obter acesso físico ao celular protegido para tentar fazer uso do método aplicado pelo NFI. Além disso, a técnica também não é 100% eficaz, já que, segundo o blog Misdaad Nieuws, apenas 279 dos 325 emails encriptados recuperados de um dos aparelhos foram decifrados com sucesso.

Você confia na segurança de emails encriptados nos celulares da BlackBerry modificados com PGP? Comente no Fórum do TecMundo