Como ver quais sites o seu computador acessa secretamente

Internet lenta pode ser sinal de malware usando sua conexão escondido. Veja como detectar o problema.
  • Visualizações97.102 visualizações
Por Elaine Martins em 5 de Dezembro de 2011

Dos computadores que você tem em casa, quantos deles estão conectados na internet? Praticamente todas as máquinas que saíram das lojas nos dois últimos anos, seja notebook ou PC, estão ligadas à rede mundial de computadores, o que faz com elas se tornem alvo de usuários mal-intencionados.

Existem diversos programas que ajudam a proteger sua máquina dessas pragas, mas nem sempre eles são suficientes para impedir que elas invadam o computador. Outro problema bem comum é que os aplicativos de proteção não conseguem detectar 100% dos invasores que batem à porta do usuário.

Um tipo bem comum de spyware é aquele que não tem a intenção de roubar dados, mas sim de utilizar o computador como zumbi, utilizando a sua conexão com a internet para hackear sites e serviços disponíveis na rede. Mas existe uma forma de monitorar a sua conexão com a internet e ver todo e qualquer site ou endereço de IP que é acessado por meio do seu roteador.

Como fazer?

O primeiro passo para descobrir quais serviços estão sendo acessados do seu computador é iniciar o prompt de comandos do Windows com os privilégios de administrador. Para isso, abra o Menu Iniciar e escreva “cmd” na caixa de pesquisa. Em seguida, clique com o botão direito do mouse sobre a opção encontrada e escolha o item “Executar como administrador”.

Como ver quais sites o seu computador acessa secretamente

Feito isso, a janela de comandos será mostrada. Usaremos o comando “netstat” para gravar todas as atividades que acessam a internet de alguma maneira. Para isso, é só digitar a instrução como exibida abaixo:

netstat -abf 5 > CAMINHO/activity.txt

Em “CAMINHO” você deve colocar o diretório no qual o arquivo activity.txt será salvo. Pode ser qualquer pasta do computador. Caso digite apenas o nome do arquivo, ele será armazenado no local indicado no prompt de comando.

Como ver quais sites o seu computador acessa secretamente

O “-a” do comando significa que todas as conexões e portas serão ouvidas e armazenadas no arquivo; o “-b” mostrará quais aplicações estão criando os caminhos para acesso à internet; o “-f” gravará os DNS completos de cada conexão, para facilitar a compreensão dos dados. Caso queira que apenas os endereços IPs sejam gravados, coleque o -n no lugar do “-f”, ficando ”-abn”. O valor “5” indica o intervalo de tempo, em segundos, entre uma leitura e outra.

Não será mostrado nada na tela enquanto o comando estiver sendo executado. Depois de alguns minutos, pressione Ctrl+C para encerrar a leitura das conexões e finalizar a gravação dos dados no arquivo. Agora é só abrir o arquivo de? texto criado e começar a investigar quais são os serviços acessados a partir do seu computador.

Como interpretar os resultados?

Ao abrir o arquivo activity.txt você poderá notar que o conteúdo está dividido em quatro colunas principais: “Proto”, “Endereço local”, “Endereço externo” e “Estado”. A primeira indica o protocolo de comunicação utilizado pelo processo. A segunda e a terceira mostram os endereços IP utilizados e a última coluna exibe a atividade que estava sendo realizada no momento da leitura.

Como ver quais sites o seu computador acessa secretamente

É na terceira coluna que os esforços serão concentrados, pois ela indica as URLs e endereços IP externos acessados utilizando a sua máquina. Uma maneira fácil de encontrar alguma atividade suspeita é olhar o nome dos processos, apresentados entre colchetes ao longo do documento.

Ao notar um processo estranho, verifique o endereço externo que ele utiliza. Se mesmo assim você não conseguir identificar do que se trata, uma boa saída é procurar pelo nome da atividade no Google. Se for algo comum nos computadores, certamente há algum site explicando do que se trata.

Outra forma de descobrir o serviço acessado é utilizando algum serviço que rastreia endereços IP. Duas boas opções são o IP Address Tracer e o Global Whois Search. Nos dois casos, você só precisa copiar o IP nos campos de pesquisa e aguardar até que a busca seja finalizada e os dados comecem a aparecer na tela.

Como ver quais sites o seu computador acessa secretamente

Outras ferramentas

Existem diversos aplicativos que ajudam a monitorar as portas e conexões abertas em um computador. O CurrPorts é um dos mais usados pelos usuários com um pouco mais de experiência, pois é relativamente fácil de usar e a interpretação dos resultados exibidos na tela se dá de forma mais natural.

Há ainda o Wireshark, mais indicado para quem possui uma rede de computadores em casa, pois ele também analisa a troca de mensagens entre as máquinas conectadas pelo hub (ou switch). Assim, caso algum PC esteja infectado e a invasão acabe se propagando pela rede, você consegue detectá-la sem maiores problemas.

O que faço depois?

Se o resultado das investigações apontarem que o processo é, de fato, um invasor, é preciso tomar algumas providências para que ele seja eliminado do computador e não utilize mais a sua conexão. A maneira mais simples de fazer isso é utilizando aplicativos de segurança, como anti-spywares, que varrem a máquina em busca de possíveis sanguessugas de internet.

Como ver quais sites o seu computador acessa secretamente

Caso as ferramentas não tenham efeito algum sobre o possível invasor, uma alternativa é buscar na rede mundial de computadores por injeções específicas para determinada praga. O Google sempre ajuda nessas horas. É muito comum as empresas de segurança lançarem soluções gratuitas para combater apenas determinadas ameaças.

.....

Agora que você já sabe como usar o “netstat” e viu como é fácil interpretar os dados e utilizar as informações fornecidas, comece as investigações em seu computador para descobrir se não há nenhum processo rodando escondido e que esteja prejudicando a sua conexão. Depois não se esqueça de voltar aqui para deixar um comentário contando a sua experiência.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!