O que é cigarro eletrônico e por que ele é proibido?

Cigarros com bateria e vaporizador eletrônico. Conheça um pouco mais sobre esse aparelho e entenda os motivos de sua proibição.
  • Visualizações429.792 visualizações
Por Renan Hamann em 7 de Julho de 2011

Sendo muito disseminados poucos anos atrás, os cigarros eletrônicos vão, aos poucos, retornando ao Brasil. Alguns filmes, como “O Turista” (com Angelina Jolie e Johnny Depp) mostram e até explicam um pouco mais sobre o funcionamento desse tipo de dispositivo, incentivando a curiosidade e até mesmo o consumo do produto.

Em 2009, o aparelho não era encontrado por menos de 200 reais, mas hoje pode ser comprado em sites de importação por cerca de 10 dólares. A diminuição no preço é outro fator que está fazendo com que muitos comprem o produto por curiosidade, mesmo sem saber os riscos que podem estar correndo ao utilizá-lo.

O que é?

Um cigarro eletrônico não é nada além de um dispositivo eletrônico que tenta imitar, em forma e função, um cigarro comum. Para isso, o aparelho é dividido em três partes principais: cartucho (filtro), parte eletrônica e bateria. Além disso, muitos modelos ainda oferecem uma luz na ponta, simulando a brasa.

Há fabricantes que afirmam que ele é criado para diminuir o vício de algumas pessoas, pois a dose de nicotina pode ser diminuída com o decorrer do tempo.  Existem vários estudos que mostram que uma porcentagem dos fumantes fuma por hábito, não por vício. E é com base nesses estudos que os produtores de e-cigarette se baseiam para vender os produtos.

O que é cigarro eletrônico e por que ele é proibido?

Muitos afirmam também que os cigarros eletrônicos são apenas recreativos, pois a quantidade de nicotina utilizada nos cartuchos é menor do que o necessário para viciar uma pessoa. A verdade é que não existem padrões na fabricação deles, por isso não se pode afirmar exatamente se o aparelho é nocivo ou não (o que se sabe é que alguns cartuchos possuem nicotina em altos volumes, sendo eles prejudiciais).

Nós ouvimos uma especialista na área para trazer um parecer mais estruturado. Segundo a Dra. Roseni Teresinha Florencio (pneumologista com consultório em Curitiba), “o cigarro eletrônico é um dispositivo que permite ao seu usuário inalar vapor de substâncias que, a princípio, podem ou não conter nicotina.”. Ela diz ainda que eles “podem causar dependência da mesma forma que o cigarro comum o faz”.

Como funciona

O cigarro eletrônico funciona de maneira relativamente simples. O “fumante” puxa o ar pelo cartucho (onde estão a água e as substâncias químicas, que podem ser aromatizantes, essências e até mesmo nicotina), ao mesmo tempo em que o dispositivo eletrônico é acionado para acender a pequena lâmpada de LED e ativar o atomizador.

O que é cigarro eletrônico e por que ele é proibido?

Esse atomizador (ou nebulizador) retira a água do cartucho e a transforma em vapor. Por essa razão, a fumaça solta pelo usuário do aparelho não é dotada de aroma (a menos que sejam utilzadas essências). Também há informações de que ela não é prejudicial à saúde dos fumantes passivos, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não confirma isso.

Como ele funciona à bateria, é necessário recarregar os cigarros eletrônicos após algum tempo de uso. Para isso, eles são construídos com conectores USB que, ligados aos computadores, restauram a carga do aparelho por meio da transmissão de energia elétrica.

Palavras de quem experimentou

O Tecmundo conversou com várias pessoas que já experimentaram o cigarro eletrônico para colher alguns depoimentos relacionados à utilização do produto. Ouvimos pessoas que fumam habitualmente, pessoas que não fumam e também ex-fumantes para que todos os lados possíveis fossem representados no artigo.

Dentro do grupo de fumantes, houve uma certa fragmentação de opiniões. Enquanto alguns afirmaram que o cigarro eletrônico não se parece, em nada, com um cigarro comum, outros disseram que a sensação é praticamente a mesma. As respostas variam de acordo com o tipo de cigarro que cada um costuma fumar, devido ao grau de tabaco e nicotina que existe em cada um.

O que é cigarro eletrônico e por que ele é proibido?

Quem não é fumante disse que não aprovou o cigarro eletrônico. As reclamações mais frequentes foram referentes ao gosto que o produto deixa na boca. Por outro lado, foi relatado que “soltar a fumaça” é divertido, ainda mais pelo fato de o e-cigarro não deixar odores nas roupas ou cabelos.

Também ouvimos ex-fumantes. Para eles, o cigarro eletrônico deve cumprir seu propósito, mas apenas para as pessoas que são viciadas no ato de fumar (não na nicotina). Dizem também que o e-cigarette pode não ser aceito por muitos, devido ao peso do objeto.

Contrariando essa afirmação, a Dra. pneumologista Roseni Teresinha Florencio diz que “são fantasiosas as conclusões de que o cigarro eletrônico ajudaria o fumante a parar de fumar.”. Para ela, a única forma química de abandonar o tabagismo é com acompanhamento clínico e terapia medicamentosa.

Proibição no Brasil

Em agosto de 2009, a Anvisa proibiu a comercialização de cigarros eletrônicos em todo o território nacional. O texto publicado no diário oficial da União, no dia 28 de agosto daquele ano, diz que estão banidas a comercialização, distribuição, propaganda e importação de qualquer cigarro eletrônico ou variante que alegue ser substituto do cigarro comum.

A Agência afirma que, além das substâncias cancerígenas dos cigarros, os e-cigarettes ainda possuem outros elementos ainda mais nocivos à saúde (nitrosamina e dietilenoglicol). Já a OMS diz que não há provas de que eles sejam realmente saudáveis (como afirmam os fabricantes).

O que é cigarro eletrônico e por que ele é proibido?

Nos Estados Unidos, apenas alguns estados proíbem a comercialização dos aparelhos, enquanto outros legalizam a venda e alguns vetam apenas que menores possam consumi-los. Outros países dividem opiniões acerca deles. Na China, a prática é legalizada, mas os preços cobrados pelos cigarros comuns são muito mais baixo do que o gasto com e-cigarros.

.....

Você já utilizou algum dos cigarros eletrônicos que são vendidos por lojas virtuais? Sabia que esse tipo de equipamento poderia ser prejudicial à saúde? Deixe um comentário para nos contar, também, o que pensa a respeito dos e-cigarettes.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!