A Samsung assinou um acordo com ativistas e associações de ex-trabalhadores para permitir que inspetores sul-coreanos façam investigações em suas fábricas. O acordo surge após muitas negociações e reinvidicações de funcionários, que denunciam a Samsung por uma série de incidentes trabalhistas.

De acordo com o Yonhap, o acordo foi feito com "vítimas de leucemia e outras doenças relacionadas ao trabalho". Além de permitir as investigações — que estão previstas para os próximos três anos —, o acordo também define que a Samsung será obrigada a dar mais informações sobre os químicos usados nas fábricas de chips e displays.

A origem da polêmica

Vale dizer que os ativistas afirmam que mais de 200 trabalhadores tiveram doenças que os impossibilitaram de trabalhar novamente, sendo ainda que cerca de 70 deles morreram em decorrência disso. As denúncias vão além da empresa e chegam também ao governo sul-coreano.

Diversos ex-trabalhadores afirmam que o governo não força a Samsung a ter inspeções mais rígidas. Pelo contrário, as denúncias dizem que a legislação permite que problemas de saúde dos funcionários sejam encobertos e escondidos. A associação Sharps (principal responsável pela ação) diz que a empresa precisa deixar claro que não permitirá que algo assim volte a acontecer.

.....

A Samsung deve ser investigada pelo governo coreano? Comente no Fórum do TecMundo