A empresa Starry acaba de anunciar um novo roteador nos Estados Unidos, e essa pode ser a grande chance de a fabricante entrar com força no mercado internacional. Estamos falando do Starry Station, que traz uma série de funcionalidades bem interessantes e que podem diferenciá-lo dos modelos tradicionais que encontramos nas lojas há anos.

O Starry Station possui design triangular e bonito, fazendo com que ele possa ser deixado em estantes ou mesas sem qualquer comprometimento à decoração do ambiente — algo que muitos usuários reclamam em seus modelos tradicionais. O dispositivo pode ser controlado por meio de uma tela sensível ao toque de 3,8 polegadas, e várias opções estão nesse recurso.

É ali que os consumidores podem ter acesso a uma série de informações bem importantes sobre a "saúde da internet". Entre outras funcionalidades, a tela exibe a velocidade de todos os aparelhos que estão conectados ao roteador, havendo ainda informações sobre velocidade média e alertas sobre possíveis erros que aconteçam na rede doméstica.

Vale dizer também que existe um recurso chamado "ScreenTime", que permite a configuração de bloqueios de rede por horários — impedindo que uma criança use a internet em horário de estudo, por exemplo. Mas vale dizer que a utilização desse sistema não será disponibilizado para todos. Pelo menos por enquanto...

Quem poderá usar?

O Starry Station é um aparelho produzido e distribuído pela Starry, que é uma startup norte-americana. Esta empresa promete que o acesso à internet não será feito por meio de conexões comuns, mas sim pela distribuição wireless pelo território dos Estados Unidos — de um modo parecido com o que fazem as operadoras de telefonia móvel.

Para conectar o Station à internet mundial, os consumidores precisam usar também o Starry Point — um equipamento que recebe o sinal das redes móveis e o transmite para o roteador. De acordo com a Starry, é possível usar o serviço sem o Starry Station, mas o Starry Point é obrigatório para a recepção do sinal.

Nos Estados Unidos, os kits devem começar a ser vendidos em breve, mas não há uma data específica até o momento. Também não há confirmações sobre os preços que serão cobrados pelo aparelho, mas estima-se que os kits sejam vendidos por volta dos US$ 350.

O que você achou do Starry Station? Comente no Fórum do TecMundo