Dicas para resolver problemas de conexão e turbinar sua internet

Saiba como verificar se sua navegação está a todo vapor com algumas dicas que identificam falhas na rede.
  • Visualizações167.530 visualizações
Por Douglas Leandro Pereira em 19 de Janeiro de 2009

Existem vários métodos para tirar todo proveito de sua banda. Se a conexão está mais lenta do que o esperado, o problema pode estar dentro de casa.  Isso pode ser resolvido com alguns ajustes e configurações.

1 - Verificando a velocidade prometida

Veja qual a velocidade da sua conexão com a internet.

Antes de qualquer coisa, confira se a velocidade de transferência está de acordo com a especificada pelo provedor de acesso à internet. Visite um dos sites abaixo para conferir a velocidade da sua conexão.


Alternativamente, você pode baixar o MySpeed PC para efetuar o teste. Ele é um programa gratuito que mede a velocidade de download e upload através de gráficos. Além disso, ele testa a capacidade da conexão que deve ser igual ao especificado no contrato com o provedor.

Para obter resultados mais precisos, procure realizar os testes em horários de menor tráfego (madrugada e finais de semana). Feche todos os programas que possam realizar transferência de dados, como Messengers, Compartilhadores P2P, etc. 

A velocidade que você vê nos aceleradores de downloads, compartilhadores P2P e navegadores está em bytes por segundo. Ou seja, se você possui o plano de 1024 kilobit por segundo (Kbps), por exemplo, a sua velocidade máxima de download será de 128 kilobytes por segundo (KBps). Para outras velocidades, basta fazer a conta: o bite é equivalente a 1/8 (um oitavo) do byte.

Download pelo firefox.

O provedor de acesso à internet está me enganando?

O acesso à internet por banda larga no Brasil cresceu muito nos últimos anos para os usuários domésticos. Da mesma forma, as reclamações de consumidores insatisfeitos com os serviços também cresceram — a maioria delas por causa da velocidade da conexão.

A velocidade de download não é exatamente o que as companhias anunciam. Todas elas praticam o chamado “overselling”, ou seja, as empresas vendem o mesmo link de dados para várias pessoas (em torno de 30 por link).

O bloqueio de arquivos P2P melhora a conexão.As companhias levam em conta que os usuários não utilizarão toda banda disponível ao mesmo tempo. Isso acarreta lentidão nas conexões em horários de pico. Uma das saídas utilizadas por elas é o “traffic shaping”, que consiste em bloquear o tráfego de dados provenientes de compartilhadores P2P.

É por isso que as empresas conseguem vender planos de 4, 6 ou 10 Megabits a preços acessíveis para usuários domésticos. Links dedicados (empresariais) possuem uma banda fixa e não possuem grandes variações na taxa de transferência, no entanto são bem mais caros.

2 - Elimine qualquer intruso

As pragas estragam qualquer festa.Primeiramente, verifique se o seu computador está livre de vírus, spywares, trojans e pragas em geral. Muitos deles utilizam a internet para enviar dados pessoais e se espalhar pela internet. Atualize o programa antivírus e faça uma varredura geral no computador.

Depois, verifique se existe algum programa “intrometido”. Para isso, baixe e instale o Bitmeter II. Ele é um programa gratuito que mostra o status da conexão em tempo real através de gráficos. Desligue todos os programas que utilizam conexão com a internet e observe o gráfico para verificar se existem conexões não autorizadas.

3 - Troque o modem ou atualize o firmware

Seja qual for, mantenha atualizado.Caso você possua um contrato de conexão banda larga antigo, verifique se o modem fornecido pelo provedor de internet possui um modelo novo. A simples troca de aparelho pode ocasionar uma melhora significativa no fluxo de dados.

Mesmo sendo um modelo novo, verifique se o modem possui a última versão do firmware instalada. O firmware é um software que controla internamente os equipamentos eletrônicos e sua atualização pode trazer melhoras na conexão. Para saber a versão do firmware, você precisará entrar na interface de configuração do modem.

Configurando o modem

Primeiramente, você terá que descobrir o IP do modem. Para isso, vá até ao Menu Iniciar e clique em Executar. Digite "cmd" na linha de comando (sem as aspas) e pressione Enter. Se você é usuário do Windows 98, digite "command" ao invés de "cmd".

Digite "ipconfig" na janela que abrir e pressione Enter novamente. O IP do modem que você procura será o valor do “Gateway Padrão”.  Anote este número e digite em seu navegador (Firefox, Internet Explorer, etc.).

Copie o número do gateway Padrão.

Depois, é bem provável que você precise digitar um nome de usuário e uma senha para acessar as configurações. Caso você não tenha alterado estes dados quando instalou pela primeira vez, consulte novamente o manual para obter o login e senha padrão.

Tela de login, clique em OK.

Uma vez logado, procure pelo número da versão do firmware na página de status. Procure no site do fabricante qual a última versão do firmware disponível. Caso precise atualizar, siga os procedimentos a partir da interface de configuração.

Versão do firmware do modem.

No site de suporte do modem D-Link, existem vários emuladores dos modelos da marca. Entre no site e clique no link Emulators. Procure o modelo do seu modem e faça um teste. Se ele pedir um nome de usuário e senha, apenas clique em OK.

Reinicie o modem e o computador e realize novamente os testes de velocidade acima. Além da melhora no tráfego de dados, a troca do modem ou a atualização de firmware podem resolver problemas de queda de conexão.

4 - Verifique as configurações do modem

Enquanto estiver na interface de configuração do modem, aproveite para dar uma olhada nos parâmetros de configurações. A velocidade máxima de download e upload permitida devem estar de acordo com o plano contratado junto ao provedor de acesso. Se os valores divergirem, ligue para seu provedor de acesso e peça que eles o ajudem a configurar.

5 - Dê uma geral na fiação

Cabos velhos e mal instalados prejudicam a estabilidade do sinal e causam queda de conexão. Procure eliminar emendas e extensões na linha telefônica ou no cabo.

No caso do ADSL, os usuários utilizam filtros de linha para cada telefone. Assim, o sinal ADSL percorre todas as extensões da casa até encontrar o filtro, o que prejudica o sinal. O mais recomendado é fazer a interceptação do sinal quando a fiação chega à residência. Coloque um único filtro para todos os telefones e estique um cabo exclusivamente para o computador.

Esquema de fiação para modems ADSL.

Faça um teste: tire o telefone do gancho e disque 2, se você ouvir algum zumbido ou chiado, verifique se as tomadas estão em boas condições e faça o teste novamente. Se o problema persistir, pode ser problema no aterramento da central que fica na rua e só a companhia telefônica pode resolver isso.Tomada com 3 plugs.

Por último, mas não menos importante, verifique se sua casa possui um sistema de aterramento apropriado e se os eletrodomésticos estão conectados a ele. Fios elétricos com excesso de tensão (voltagem) podem causar ruídos na linha. Além disso, o aterramento é uma questão de segurança.

6 - Configure seus programas

Se você fez todos os passos até aqui e sua conexão melhorou, é hora conferir algumas dicas de como turbinar sua conexão e usar até o último bit por segundo disponível. Otimize seu sistema e programas, afinal, internet rápida com um computador lento não ajuda muito.

Existem diversas ferramentas que fazem uma verdadeira faxina no seu computador. Confira neste link alguns programas que ajudam a manter seu sistema limpinho. Eles permitem corrigir entradas inválidas de registro do sistema, limpar históricos de atividades, desinstalar programas, entre outros.

Com a “casa” limpa, está na hora de acelerar seus downloads com um dos gerenciadores de downloads disponíveis aqui no Baixaki. Confira uma lista deles neste artigo e escolha o que melhor satisfazer suas necessidades.

Mozilla Firefox turbinado.Se você usa o Firefox para navegar pela internet, dois programas devem fazer parte de suas extensões. O Firetune melhora o desempenho do programa e é ideal para computadores mais lentos. O Fasterfox, por outro lado, otimiza a navegação e carrega as páginas mais rapidamente.

 

Conclusão

Um problema pode ter várias causas, mas também existem diversas opções para solucioná-lo. Fique atento para não ser enganado pelas empresas provedoras de acesso e verifique se todos os equipamentos estão em ordem. Feito isso, você pode tirar proveito de toda banda disponível para realizar suas transferências e navegar tranqüilo.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!