Para quem curte brinquedos desde pequeno, fica claro que, muitas vezes, a imaginação é uma das únicas barreiras para a diversão. Ou, quem sabe, o modo como os produtos funcionam, já que alguns itens podem não operar exatamente do jeito que você espera. Bem, se depender da turma da ZeroUI, esse último elemento pode ser superado com uma mistura de robótica e controle por gestos através de seu novo projeto, a luva Ziro. O item foi exibido na CES 2016 e deve cair no gosto de crianças e adultos.

Embora os comandos gestuais e de movimento já façam parte da vida de quem tem um console das gerações mais recentes em casa – que contam com acessórios como Kinect, Wiimote e PS Move –, a brincadeira nem sempre é aprendida ou aplicada de forma natural pelos usuários. O kit da startup procura facilitar todo o processo, trazendo uma luva repleta de sensores, um conjunto de motores elétricos e um aplicativo para celulares e tablets para unir as partes e fazer tudo funcionar em questão de minutos.

O vestível em si chama bastante atenção, trazendo uma combinação de verde e branco e cobrindo apenas o dedão, indicador e dedo médio. Esses três, aliás, bastam para colocar os motores em movimento depois que os itens forem pareados via Bluetooth, no protótipo atual, ou WiFi, na versão final da peça. Se os motores estiverem acoplados a rodas em um carrinho de brinquedo, por exemplo, apontar sua palma para cima faz o veículo em miniatura acelerar para frente, enquanto apontar para o chão comanda o movimento reverso.

Mais uma vez, o limite fica por conta da imaginação e da sua habilidade de conectar os equipamentos nos objetos certos. Na teoria, o kit da ZeroUI pode dar vida até mesmo àqueles brinquedos velhos e quebrados no fundo da gaveta ou do armário. O app desenvolvido para complementar o projeto vai funcionar tanto em dispositivos Android quanto iOS e permite configurar ou customizar todo tipo de combinação de movimentos com o wearable. A expectativa é que a luva tenha autonomia de 5 horas e os motores cerca de 2 horas e meia.

Prepare o bolso para se divertir

Apesar de a fabricante ainda não revelar o preço final do produto, que deve ser lançado oficialmente até o fim deste ano, já se sabe quanto os entusiastas mais aventureiros vão pagar pela Ziro. A ideia é que o projeto seja colocado no Indiegogo ainda neste mês com uma campanha para arrecadar fundos para a produção de todo o equipamento, com os internautas que contribuírem com US$ 149 (R$ 604) ou US$ 199 (R$ 806) levando uma versão do kit para casa.

A edição mais barata conta com a luva, dois motores e peças sortidas para construção de robôs, enquanto a segunda deve trazer o dobro de motores e o material necessário para montar um dispositivo de quatro rodas, um androide que pode rolar por aí e um cachorro de brinquedo. Alguém aí duvida do número de RD-D2 e BB-8 – os adorados mascotes da franquia Star Wars – que vão surgir por aí com o hardware desses pacotes?

Já pensou em controlar seus brinquedinhos com gestos de forma fácil? Comente no Fórum do TecMundo!