O que é o TDP de um processador?

Conheça o significado desse termo e saiba como aproveitá-lo na hora de adquirir novos componentes de hardware.
  • Visualizações63.734 visualizações
Por Fabio Jordão em 9 de Maio de 2011

Você possivelmente já deve ter visto em notícias e artigos do Tecmundo a sigla TDP. Sempre que surge um novo modelo de processador, as fabricantes divulgam o valor TDP para que o usuário saiba o que diferencia o novo componente dos anteriores (até porque existem casos em que as especificações são idênticas, exceto pelo TDP).

Em teoria, a divulgação do TDP deveria facilitar a vida dos usuários, todavia alguns não compreendem o que esse valor realmente significa. Normalmente esse valor é determinado em W (Watts) o que, em teoria, significaria que o TDP teria algo a ver com potência — e consequentemente com tensão e corrente.

E na realidade o TDP tem mesmo relação com potência, mas não significa bem o que você pode estar pensando. No artigo de hoje, vamos esclarecer o que é o TDP, o ACP e como aproveitar esse valor na hora de adquirir um novo processador.

A resposta para a grande questão

Antes de nos aprofundarmos no assunto, vamos responder à questão principal. Afinal, o que realmente significa TDP? O termo TDP significa Thermal Design Power, que em português pode ser traduzido para “Energia Térmica de Projeto”. Ele serve para indicar a quantidade máxima de energia que um sistema de refrigeração deve dissipar.

O que é o TDP de um processador? (Fonte da imagem: Reprodução/Mike Babcock)

Ou seja, ao desenvolver o ventilador e o dissipador para uma CPU, as fabricantes devem criar produtos capazes de dissipar (espalhar e retirar) toda a energia gerada pelo processador em momentos de pico — situações em que a exigência da CPU é extrema.

O calor no processador

Se você alguma vez já abriu seu computador, deve ter notado a presença de um ventilador (também conhecido como cooler). Abaixo dele você deve ter visto um dissipador (uma peça de metal cinza que fica posicionado em cima do processador). Esses dois componentes têm uma única função: retirar o calor produzido pela CPU e, consequentemente, refrigerá-la.

O processador esquenta porque ele realiza milhões de cálculos em um único segundo (e os mais complexos que você pode imaginar). E para fazer isso é necessário que elétrons circulem. A movimentação dos elétrons (aquelas partículas subatômicas presentes nos átomos), dentro do processador, faz com que o material seja aquecido.

O que é o TDP de um processador?

Essa atividade interna consome energia a todo instante, o que significa que um trabalho é realizado a cada segundo, o que chamamos de potência, algo que pode ser medido em Watts. Já o calor gerado por essa potência resulta em uma temperatura que é medida em graus Celsius. A medida de temperatura serve apenas para monitoria e a medida em Watts serve para informar a potência da CPU.

Ao criar um processador, as fabricantes efetuam diversos testes colocando o chip à prova em situações extremas. E é através dessa análise inicial que é possível obter o TDP. Um teste de carga máxima é realizado, determinando o quanto de energia o processador tende a liberar.

O que é o TDP de um processador?

Após obter um valor, as fabricantes informam o TDP para que empresas que criam sistemas de refrigeração possam fabricar produtos compatíveis e eficientes para a dissipação de calor do modelo em questão.

E o ACP?

A sigla ACP ainda é bem recente e só pode ser encontrada nas especificações de processadores AMD. O significado desse termo é Average CPU Power (algo como Potência Razoável da CPU). Diferente do TDP, o valor do ACP serve sim para fornecer um valor médio da potência gerada pelo processador em uso no cotidiano.

ACP somente em processadores AMD

Entretanto, o ACP não tem utilidade prática para o consumidor ou para outras fabricantes. Esse valor serve para que o próprio processador monitore o quanto de energia está sendo dissipada para que, quando necessário, um overclock possa ser realizado. A verificação é realizada através de uma comparação entre o ACP e o TDP, o que possibilita à CPU aumentar a frequência sem que seja preciso medir a temperatura.

Busque modelos com baixo TDP

No fim das contas, o TDP tem certa utilidade no cotidiano. Ele pode não ser uma especificação importante como a frequência ou a memória cache, todavia, ao optar por um modelo de processador é importante buscar um com o TDP mais baixo.

O motivo é óbvio: se você pode ter uma CPU que opera em determinada frequência com um TDP baixo (consequentemente esquentando menos), não há porque escolher outra que opere na mesma frequência e que aqueça mais. Claro, salvo exceções em que o preço é um atrativo a ser considerado.

Vale lembrar ainda que o TDP é um valor a ser observado na hora de comprar placas de vídeo. Por contarem com GPUs (processadores gráficos) e sistemas de refrigeração, as placas gráficas também possuem valores de TDP. Sendo assim, você pode observar esse valor para saber qual placa gera menos calor (e, consequentemente, deve esquentar menos).

Você já sabia a definição do termo? Esperamos que a explicação tenha sido clara. Agora fique à vontade para comentar!

Leitor colaborador: Renan araujo rischiotto



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!