O grupo terrorista Estado Islâmico (ISIS) não está nada satisfeito com as redes sociais Twitter e Facebook. Os sites estão cada vez mais determinados a banirem contas relacionadas à organização, inclusive com a ajuda de grupos como o Anonymous — e isso irritou os extremistas ao máximo.

De acordo com uma nova propaganda de recrutamento e informação do ISIS, o CEO do Twitter, Jack Dorsey, e o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, estão marcados para a morte.

"Vocês anunciam diariamente que suspendem muitas de nossas contas e tudo o que temos a dizer é: isso é tudo o que podem fazer? Vocês não estão no nosso nível. Se você fecha uma conta, levaremos 10 no lugar e logo seus nomes serão apagados depois de deletarmos seus sites por Alá, e saberão que o que dizemos é verdade", diz o vídeo.

Os responsáveis pela ameaça seriam os hackers Sons of the Caliphate Army — e, pelo teor do conteúdo, a derrubada de contas do ISIS nas redes sociais está mesmo funcionando. Segundo o Vocativ, o tal clipe foi batizado de "Chama dos Apoiadores", tem 25 minutos e circula nos canais do ISIS no Telegram. Até agora, Twitter e Facebook não se pronunciaram oficialmente sobre o caso.

Você tem acompanhado as últimas notícias sobre o ISIS? Comente no Fórum do TecMundo