Cozinha do futuro da IKEA tem impressora de comida 3D, tecnologia multitoque e muito mais

A ideia de como funcionará as cozinhas em 2040 parece saída de um filme de ficção, mas muitos dispositivos presentes já estão disponíveis hoje em dia.
  • Visualizações9.666 visualizações
Por Alexandre Guiss em 18 de Agosto de 2010

Com o avanço da tecnologia é natural que os eletrodomésticos e equipamentos de cozinha também avancem e façam uso de novidades e interfaces novas, mas o projeto de cozinha da IKEA para 2040 é simplesmente espetacular.

Nesta cozinha ultra tecnológica você poderá imprimir sua própria comida a partir de materiais orgânicos armazenados em recipientes dentro da geladeira, mudar a temperatura do freezer ou do fogão em um display holográfico e, além disso, você não precisará se preocupar em fazer a comida quando chegar em casa, já que um sistema de controle remoto permite ao usuário programar a refeição e agendá-la para o horário que estiver chegando em casa.

Confira abaixo os equipamentos e novidades que constam neste sonho de consumo para toda dona de casa:

A cozinha do futuro.

Fonte: ElectricPig

  • 1. Unidade de nutrição para o crescimento de comida sem a utilização de solo.
  • 2. Impressora de comida em 3D, onde sua refeição é impressa em camadas.
  • 3. Geladeira inteligente que detecta a necessidade nutricional do usuário com um display 3D interativo.
  • 4. Painel de controle multitoque para otimização do uso de água.
  • 5. Superfícies auto limpantes.
  • 6. Dispositivo de controle do valor nutricional da comida que está sendo preparada.
  • 7. Forno com acesso remoto para permitir a preparação da refeição em tempo da chegada do usuário.
  • 8. Prateleiras retráteis.
  • 9. Sistema de armários em trilhos que permitem ajuste de peso.
  • 10. Monitor inteligente de energia.
  • 11. Comida fabricada geneticamente.
  • 12. Otimização de espaços para ambientes pequenos.

É claro que a IKEA não vai poder produzir este tipo de cozinha sozinha. pois ela vai depender de fabricantes de dispositivos eletrônicos para integrar equipamentos e gadgets culinários. A não ser que em um futuro não muito distante a empresa sueca entre com força no mercado de eletrônicos. Sem dúvida,  uma previsão que vale a pena ser concretizada.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!