Trazer acessórios para a cama a fim de apimentar a relação costuma ser um passo difícil, mas excitante, para muitos casais. Passar em um sex shop ou procurar algo que interesse aos dois pode ser algo divertido de se fazer e, claro, acaba rendendo boas histórias. No entanto, enquanto alguns estão pensando no primeiro vibrador ou Fleshlight, profissionais de tecnologia andam suando a camisa para desenvolver alguns dos brinquedos eróticos mais insanos e avançados para satisfazerem homens e mulheres em todo o mundo.

É fato que as descobertas tecnológicas estão cada vez mais presentes em diversas áreas da sociedade. Assim, não é de se estranhar que alguns recursos estejam sendo utilizados para melhorar a forma como as pessoas têm prazer consigo mesmo ou com parceiros e parceiras. Se a internet se tornou um repositório considerável de vídeos quentes, a indústria pornográfica popularizou formatos como VHS e DVDs e até os óculos de realidade virtual têm caído nas graças do setor erótico, como negar uma “mãozinha” aos sex toys, hein?

Assim, para que tortas de maçã, leguminosos e outros alimentos possam ser deixados em paz por indivíduos altamente excitados, apresentamos uma compilação pra lá de quente com os brinquedinhos mais criativos e high tech que a indústria do prazer criou nos últimos tempos. Sem mais delongas, confira abaixo se alguns desses dispositivos fazem o seu tipo, cabem no seu bolso ou se parecem tão fantásticos que causam um – digamos – orgasmo tecnológico:

1) Cobra Libre II

Preço: US$ 130 (R$ 506)

Para começar a lista, nada melhor do que encontrar um gadget que foge um pouco da fórmula estabelecida por itens similares. Voltado para os homens, o Cobra Libre II deixa de lado o movimento de “vai e vem” do sexo para se focar em estímulos precisos em pontos específicos do pênis.

A vantagem? A promessa de um prazer ainda maior que o convencional, tudo isso com um aparelho portátil – já que só é preciso colocar a ponta do membro no equipamento – e que pode ser recarregado facilmente via USB. É isso aí, não vamos fazer nenhuma piadinha com a cobra livre do nome do produto, viu só?

2) Revel Body SOL Sonic Vibrator

Preço: US$ 140 (R$ 545)

Esse aparato feito para as mulheres tem um visual que parece misturar uma webcam a uma infinidade de caixinhas de som Bluetooth atuais, não é? Apesar disso, se trata de um brinquedo que utiliza uma espécie de motor sônico para induzir diversos padrões de vibração em zonas erógenas do corpo.

A tecnologia faz com que o produto da Revel Body possa ser usado durante o banho – e até mesmo na banheira – e sirva como massageador, caso a necessidade de relaxamento seja mais específica. Vale notar que, apesar do visual discreto, a tal vibração sônica pode fazer um zumbido considerável e alertar as visitas de que você REALMENTE aproveitou seu tempo no chuveiro.

3) Twerking Butt

Preço: de US$ 700 (R$ 2,7 mil) a US$ 1.000 (R$ 3,9 mil)

Aficionados pela derrière alheia podem ficar tranquilos, já que o Pornhub, um dos maiores sites pornô do mundo, resolveu criar em parceria com a Topco a reprodução de uma popozão que se agita como se estivesse no concurso da “Nova Loira do Tchan!”. O item se esforça para simular a experiência real, trazendo um exterior de silicone com textura e consistência similar à da pele, reproduzindo a temperatura do corpo humano quando ligado na tomada e trazendo uma porta de entrada traseira – por assim dizer – para a alegria dos rapazes.

O dispositivo rebolador pode ser quase completamente controlado via smartphone, com um aplicativo dedicado permitindo customização de velocidade, padrões e até da potência das chacoalhadas. Como se isso não fosse suficiente, a versão mais cara do produto acompanha um par de óculos VR para tornar tudo ainda mais imersivo e profundo.

4) Autoblow 2

Preço: US$ 130 (R$ 506)

Mesmo que não use nenhum tipo de tecnologia de sucção, o Autoblow 2 foi feito para passar a sensação de que você está recebendo sexo oral. A brincadeira um conjunto composto por um repositório maleável – que pode ser usado, abusado e lavado exaustivamente –, um conjunto de bolinhas em série que fazem o trabalho duro de estimulação e um motor capaz de entreter os homens por mais de mil horas.

A ideia é que as “pulseiras” que abraçam o pênis por cima da capa de silicone se adequem ao formato dele e passem a sensação de que tudo está apertadinho. Quem disse que a tecnologia não está sempre pensando no usuário, não é mesmo? Segundo o criador do dispositivo, se o consumidor conseguir detonar o tempo de vida útil do aparelho, pode ser a hora de procurar outro hobby na vida. O item foi o primeiro sex toy masculino viabilizado via crowdfunding, conseguindo 622% do valor pedido originalmente no site Indiegogo.

5) Gaga

Preço: US$ 180 (R$ 701)

Aparentemente, um dia, alguém se sentou na mesa de pesquisa e pensou “Ei, e se juntássemos um vibrador convencional a uma GoPro?!”. Por mais estranha que seja, essa parece ser a combinação que deu origem ao Gaga, um aparelho vibratório para as mulheres que traz uma câmera na ponta, permitindo uma visão, digamos, diferente do ato sexual.

Como o produto pode ser ligado ao computador via USB e controlado pelo celular ou tablet do companheiro da usuária, o kit permite uma experiência bem mais íntima que a convencional – ainda que, provavelmente, bastante estranha. Se você prefere não transformar sua cara-metade em um ginecologista iniciante, o equipamento da chinesa Svakom traz como bônus um modo inteligente de estimulação, que dispensa os controles de velocidade para simular automaticamente as fases do sexo – das preliminares ao clímax.

6) RealDoll

Preço: começam em US$ 5 mil (R$ 19,4 mil)

Esses, com toda a certeza, são alguns dos brinquedos mais caros e avançados para adultos. Fazendo o máximo para simular a aparência de homens e mulheres dos mais diversos biótipos – todos “saradões” e “gostosonas”, claro –, esses bonecos em escala real podem se tornar, além de parceiros para noitadas a quatro paredes, companheiros para os mais solitários. No site da fabricante, é possível escolher cada detalhe do seu parceiro artificial, indo desde tamanho disso e cor daquilo até customizações como adição de sardas e maquiagem.

A tecnologia na criação dos esqueletos e estrutura interna dos membros é bem avançada e o visual é de meter medo em quem não gosta de bonecas e brinquedos tradicionais que simulam o ser humano. Caso você tenha dinheiro para bancar as versões e protótipo mais recentes das RealDolls, é possível adquirir edições com quadris robóticos que respondem aos seus estímulos e que possuem um sistema avançado para manter uma conversa básica com o seu dono. E aí, isso já é realidade demais para você?

7) Transformer

Preço: US$ 130 (R$ 506)

Enquanto grande parte dos brinquedos apresentados até agora se focam no prazer desse ou daquele sexo – embora alguns possam ser curtidos por casais –, o Transformer faz jus ao seu nome e se adapta para melhor satisfazer todo tipo de público. Em tempo nos quais as opções sexuais são bem diversificadas e mostram sua força no mercado consumidor, esse aparelho surge atirando para todos os lados e mostrando que pode fazer o tipo “pau para toda obra”.

Com duas pontas mais grossas e vibratórias e um corpo composto de uma haste emborrachada extremamente flexível, o gadget pode realizar estímulos externos em qualquer lugar do corpo. “É perfeito para ela, ele, ela/ele, ele/ele, ela/ela e qualquer outra combinação possível”, explica a fabricante PicoBong. Com as devidas adequações, claro, essa mentalidade de criar um produto largamente acessível poderia ser aplicada a diversos segmentos da tecnologia voltada para o usuário final – sem deixar ninguém de fora da brincadeira.

Já pensou em comprar um brinquedinho erótico para apimentar a relação? Comente no Fórum do Mega Curioso!