GeForce GTX 690 é lançada e comprova desempenho avassalador

Com duas GPUs e o dobro da potência do modelo anterior, placa parece valer o que custa.
  • Visualizações62.430 visualizações
Por Nilton Kleina em 3 de Maio de 2012

GeForce GTX 690 é lançada e comprova desempenho avassalador (Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

Começam nesta quinta-feira (03) as vendas da GeForce GTX 690, a placa de vídeo da NVIDIA que promete dominar o mercado por algum tempo. O comércio começa de forma limitada e, na próxima semana, chega normalmente às lojas norte-americanas. Até agora, nenhuma informação sobre preço e datas no Brasil.

A grande novidade do lançamento é o uso de duas GPUs modelo GK104 fabricadas na arquitetura Kepler. Rodando lado a lado, elas proporcionam o dobro de potência gráfica no mesmo dispositivo. Vale lembrar que o mesmo chip estava presente na GTX 680, porém em apenas uma unidade.

Os clocks padrões de processamento estão ligeiramente menores do que os da placa anterior, especialmente por questões de energia e temperatura, mas a empresa afirma que deixou o caminho livre para que até 1.100 MHz sejam atingidos com overclocking.

GeForce GTX 690 é lançada e comprova desempenho avassalador (Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

A própria confecção da GTX 690 vale a menção: feita de policarbonato e liga de magnésio com um pouco de plástico, o produto conta com uma ventoinha no centro, resfriando todos os cantos da placa.

Especificações

  • CUDA Cores: 3.072;
  • Base clock: 915 MHz;
  • Boost cloock: 1.019 MHz;
  • Configuração de memória: 4 GB, 512-bit GDDR5;
  • Velocidade de memória: 6 Gbps;
  • TDP: 300 W;
  • BUS Interface: PCI Express 3.0.

Opiniões

Alguns sites já tiveram a oportunidade de presenciar o poder da GTX 690 – e todas as avaliações apontam para mais um sucesso de mercado, graças à capacidade gráfica duplicada.

GeForce GTX 690 é lançada e comprova desempenho avassalador Comparação de clocks entre a GTX 690, GTX 680 SLI e AMD Radeon HD 7970 Crossfire. (Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

De acordo com o Gizmodo, o desempenho em benchmarks já é o suficiente para saber que a placa é bem mais veloz que os modelos anteriores, confirmando o que suas especificações já apontavam. Além disso, o processamento levemente menor não altera em nada a potência das duas GPUs.

Apesar do preço elevado nos EUA (o equivalente a R$ 1.885), o AnandTech conclui que a compra de uma placa de vídeo potente em vez de a combinação entre duas é unânime: a GTX 690 tem duas vezes melhor desempenho, é mais silenciosa e consome menos energia que a placa antecessora.

Fontes: NVIDIA, AnandTech e Gizmodo



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!