A pirataria de obras cinematográficas atingiu proporções sem precedentes em 2015 a nível global. Segundo a agência de monitoramento Excipio, o filme mais baixado ilegalmente em 2014 não entraria nem mesmo na lista dos 10 mais pirateados de 2015, dado o aumento alarmante dos downloads por torrents e outros métodos.

O filme mais baixado de forma ilegal em 2015 foi na verdade um título lançado em 2014, Interstellar. A obra teve mais de 47 milhões de downloads piratas neste ano, isso contanto apenas o que a agência conseguiu rastrear. Em 2014, o filme mais baixado foi O Lobo de Wall Street, que marcou “apenas” 30 milhões, 55% a menos. O filme número 10 em pirataria de 2015 inclusive registrou números maiores.

Além de Interstellar, outros três filmes de 2014 integraram a lista dos mais pirateados de 2015. Confira a lista dos 14 mais baixados ilegalmente no mundo segundo a Excipio:

1. 46,762,310 de downloads - Interstellar (2014)

2. 44,794,877 de downloads – Velozes e Furios 7 (2015)

3. 41,594,159 de downloads – Vingadores: Era de Ultron (2015)

4. 36,881,763 de downloads - Jurassic World (2015)

5. 36,443,244 de downloads - Mad Max: Estrada da Fúria (2015)

6. 33,953,737 de downloads – Sniper Americano (2014)

7. 32,126,827 de downloads – 50 Tons de Cinza (2015)

8. 31,574,872 de downloads - O Hobbit: Batalha dos Cinco Exércitos (2014)

9. 31,001,480 de downloads – O Exterminador do Futuro: Gênesis (2015)

10. 30,922,987 de downloads – Kingsman – Serviço Secreto (2014)

Não há grandes explicações para um aumento tão significativo nos números da pirataria cinematográfica, mas fala-se que o crescimento dessa prática em mercados chave como o Brasil teria influenciado fortemente esses números.

É interessante notar que essa citação do nosso país no relatório faz relembrar que a Polícia Federal começou apenas neste ano a combater a pirataria pela internet, com o fechamento do Mega Filmes HD e a prisão dos administradores do site.

Porque a pirataria ainda é tão atraente no Brasil mesmo com serviços de streaming ficando cada vez mais populares e acessíveis? Comente no Fórum do TecMundo