Após ter alegado dívidas de até US$ 50 milhões, aproximadamente R$ 194 milhões, e de ter “implorado” por US$ 1 bilhão para Mark Zuckerberg através do Twitter, o cantor Kanye West foi flagrado em busca de uma cópia pirata de um popular plugin para um programa de edição e áudio para dispositivos da Apple.

Tudo aconteceu quando o artista publicou em seu perfil no Twitter uma imagem mostrando um vídeo que ele estava acessando no YouTube. Porém, os mais detalhistas não deixaram de reparar nas abas abertas em seu navegador, algumas com informações sobre como baixar ilegalmente – em sites como o Pirate Bay – o plugin Serum para o software Logic Pro, recurso que custa “apenas” US$ 200, cerca de R$ 600.

Quem pegou Kanye West no flagra foi o DJ deadmau5, que tratou de criticá-lo publicamente também através do miniblog, o que gerou uma série de ofensas por parte do cantor. Apesar disso, ele não se manifestou quanto à (talvez) tentativa de pirataria, nem para confirmar o fato nem para se defender das acusações.

Vale lembrar que Kanye West chegou a considerar há algum tempo entrar na Justiça contra o alto número de downloads ilegais de seu último álbum, "The Life of Pablo", lançado há cerca de duas semanas. Que ironia, não?

Kanye West é flagrado procurando versão pirata de plugin que custa US$ 200. Comente no Fórum do TecMundo