Uma empresa chamada Immersion está processando a Apple nos EUA por conta do 3D Touch que a Maçã incluiu em seus novos iPhones e também no Apple Watch. A Immersion tem desenvolvido tecnologias hápticas e registrado patentes sobre isso desde 1993. A criadora dos iPhones estaria infringindo não apenas uma, mas sim várias propriedades intelectuais dessa outra companhia.

A quebra de patente mais importante, entretanto, é referente ao registro “Shared Feedback”, que não determina métodos para reconhecer níveis de pressão na tela de um aparelho, mas especifica como o software poderia reagir a “toques leves” e “toques mais firmes”. Ao que parece, essa patente detalha exatamente a forma como o iOS reage ao 3D Touch da Apple.

Há outros detalhes que a Apple estaria “roubando” da Immersion em seus smartphones e smartwatches com telas sensíveis à pressão, mas ainda não há informações precisas sobre como a Maçã pode ser punida. O mais provável é que haja uma multa envolvida no caso, proporcional à quantidade de dispositivos vendidos com a tecnologia. Outra possibilidade é a Apple fazer um acordo e licenciar essas patentes da Immersion.

Mesmo assim, é impossível prever o resultado dessa peleja, uma vez que a empresa de Tim Cook ainda não se pronunciou sobre o caso. A Immersion, por sua vez, não parece ser uma “patent troll”, já que, segundo ela, mais de 3 bilhões de dispositivos no mundo usam alguma de suas tecnologias. A empresa ainda tem mais de 2 mil patentes registradas ou pendentes nos EUA.

Será que a Apple copiou mesmo o 3D Touch de outra empresa? Comente no Fórum do TecMundo