Dicas para Currículo

Esqueça as férias! Comece a se preparar para a ralação do fim de ano com um currículo impecável.
  • Visualizações22.196 visualizações
Por Camila Camargo em 27 de Outubro de 2008

O fim do ano está chegando e junto à época de festas, as oportunidades de empregos temporários, que podem render a carteira assinada por muito mais tempo. Muitas pessoas nesta época do ano só pensam nas férias e em descansar, mas para quem está sem trabalho ou quer garantir um Natal e um Ano Novo mais gordo, foi dada a largada para a busca de vagas, principalmente no comércio.

Sem dúvida, as oportunidades são muitas, mas assim como há vagas, há candidatos disputando uma “boquinha”. Para você não ser apenas mais um na multidão que procura uma oportunidade, que tal caprichar no currículo e desbancar seus concorrentes antes mesmo da entrevista?Neste artigo vamos ensinar como fazer um ótimo currículo e, de uma vez por todas, arrumar seu primeiro emprego ou garantir o trabalho dos seus sonhos.

Antes de começar a fazer seu currículo é preciso saber alguns pontos importantes para não dar nenhum fora e ver sua oportunidade escorrendo entre os dedos. A palavra “Currículo” segundo o Dicionário Aulete significa: pequeno atalho, desvio de caminho. Portanto, nada de escrever sua autobiografia e ter quatro páginas só para sua apresentação. Currículo deriva de Curriculum: documento com dados referentes a características pessoais, formação, escolaridade, experiência profissional, trabalhos realizados, apresentado quando alguém se candidata a emprego, concurso ou cargo específico.

Saia na frente!

Rumo ao sucesso

Como dito anteriormente, seu currículo não é sua autobiografia, desta forma seja o mais breve possível, pois inevitavelmente o recrutador tem vários outros currículos para analisar e, com certeza, não irá perder mais de 1 minuto lendo seus dados. Seja breve ao apresentar suas informações profissionais e pessoais, afinal tamanho não é documento.

Tipos de currículo

Como nem todas as pessoas possuem formação acadêmica ou experiência profissional que cause impacto é preciso adequar cada caso a um tipo de currículo. Se você possui um currículo acadêmico muito mais recheado que o profissional e está se candidatando a uma vaga de emprego no comércio, por exemplo, evite mandar seu currículo acadêmico para esta oportunidade. É claro que formação é importante, mas cada caso é um caso.

Foi dada a largada!

Se você possui mestrado, doutorado, MBA ou Pós, apenas cite cada formação da mais recente para a mais antiga, desta forma você evita que seu currículo se torne um livro. Se mesmo assim você quer dar ênfase à sua formação, link seu currículo Lattes na área de formação acadêmica. 

Para entrar no mercado de trabalho, é importante adequar seus pontos fortes e fracos aos tipos de currículos, são basicamente três: Cronológico, Funcional e Cronológico-Funcional, cada um é voltado a um tipo de candidato.

Cronológico: Lista suas experiências profissionais da mais recente para a mais antiga. É indicado para quem recebeu muitas promoções, pois passa ao recrutador uma imagem de progresso na carreira.

Funcional: Destaca as funções ocupadas, não as empresas. É o modelo indicado para quem não possui uma carreira muito estável, pois mudou com freqüência de emprego. Mesmo assim, no final da apresentação dos cargos é preciso listar os empregadores. Não cite o porquê de cada troca de emprego no currículo, deixe para responder sobre isso na entrevista.

Cronológico-Funcional: Associa os dois modelos de currículo, pois alia a experiência profissional com o cargo ocupado. É mais indicado para quem teve ou tem carreira sólida ou mudou poucas vezes de emprego.

Não seja mais um

Depois de definir seu estilo e limitações, é hora de confeccionar o currículo. Há vários modelos disponíveis na internet e no Office Online, mas tome cuidado para não tornar seu currículo mais uma cópia de um modelo pronto que todos usam. É claro que não há nenhum problema em se basear em modelos prontos, mas lembre-se: ser diferente no mercado de trabalho é muito importante, pois mostra que você está interessado e com vontade de se destacar.

Que papel usar?

Cuidado com o que escreve!Seu currículo é uma carta de apresentação não um convite de casamento, portanto nada de querer chamar a atenção através do papel. Muitos enfeites podem demonstrar que você não tem conteúdo e quer esconder isso atrás de uma folha cheia de texturas ou desenhos.

Use uma folha de papel A4, pode ser sulfite mesmo, dê preferência a boas impressões e jamais leve uma fotocópia do currículo. Isso pega muito mal. Também fuja de formatos estranhos, pois um papel menor pode ficar escondido debaixo dos outros, um grande pode não caber na gaveta do entrevistador e isso não o deixará muito contente.

Fonte

Esqueça que seu editor de texto oferece mais de mil cores e use apenas o preto. Outras cores são permitidas apenas em casos que realmente sejam necessárias, seu email, por exemplo. Em demais situações use qualquer cor, desde que seja preto. Tome muito cuidado com a fonte também, você pode não perceber, mas ela fala muito sobre você. Adapte a fonte à empresa em que você pleiteia uma vaga, ou seja, se esta empresa for mais formal use fontes formais.

Se ela é mais descontraída é permitido ousar um pouco na fonte, mas sempre com muita discrição e moderação. Também não use fontes microscópicas, o mínimo aceitável é o tamanho 10. Lembre-se que a maioria dos recrutadores não é tão jovem, portanto não consegue mais ler letras miúdas. Não queira economizar papel diminuindo a fonte, isso é horrível.

Uma página basta!

Muitas pessoas são eliminadas logo de cara em processos seletivos por causa de um currículo mal elaborado ou cheio de dados inúteis. Os recrutadores são unânimes ao dizer que um bom currículo tem apenas uma página. Isso serve para que o candidato mostre apenas o que interessa das suas habilidades.

Vamos ao que interessa

Depois de ver o que pode e o que não pode em seu currículo, que tal saber a ordem de cada dado e o que pode queimar seu filme? Como dito anteriormente, seu currículo é um resumo da sua experiência profissional e acadêmica, logo nada de tentar “dar volume” inserindo dados inúteis.

Papai e mamãe não importam

Onde você trabalhou?O maior erro de muitos candidatos já começa na hora de inserir os dados pessoais, pois alguns pecam pelo exagero e outros pela falta. A primeira informação que deve ser inserida é seu nome e, de preferência, em destaque. Em seguida seu endereço e formas de contato para que você seja encontrado para marcar uma entrevista. Portanto, insira seu endereço, telefone, celular, nome completo, data de nascimento, estado civil, email e só!

O recrutador não quer saber o nome do seu pai, da sua mãe, seu número do RG, CPF, Título de Eleitor, Certificado de Reservista ou número do Cartão de Crédito. Isso mostra que você quer “encher lingüiça”, pois não possui formação ou experiência suficiente.  Hoje possuir email é fundamental, mesmo que a empresa que você deseja trabalhar não esteja relacionada à informática.

Apresentação

É importante se apresentar ao recrutador, mas seja breve e humilde, pois ninguém vai contratar uma pessoa com o ego inflado. Mostre sucintamente suas qualidades, habilidades e objetivos. Lembre-se que cada empresa e vaga são diferentes, desta maneira adéqüe cada situação em sua carta de apresentação.

Escolaridade

Assim que se apresentar mostre sua formação, de preferência da mais atual para a mais antiga. Lembre-se que formação corresponde aos cursos pós-ensino médio ou fundamental, ou seja, mestrado, doutorado, MBA, Pós-graduação, graduação. É claro que se a vaga que você deseja tem como requisito possuir Ensino Fundamental, você vai ressaltar este ponto.

Experiência profissional

Se for ruim, vai para o lixo!Assim como sua Carteira de Trabalho, seu currículo fala muito sobre você e sua experiência profissional. Utilize um dos três modelos de currículo de acordo com a sua experiência no mercado de trabalho.

É importante citar o nome e o ramo das empresas em que trabalhou, isso facilita ao entrevistador recolher mais dados sobre você e sua passagem na antiga empresa. Não coloque pretensão salarial no currículo, isso é assunto para entrevista.



Formatação


Se você resolveu não utilizar um modelo pronto de currículo muito bem, mas tome cuidado na hora da formatação. A primeira avaliação de um candidato é feita pelo currículo, desta forma o destino de um currículo sem espaços, parágrafos, subtítulos ou pontuação certamente será o lixo.

Prexte atenssão nu purtugueis!

Tome muito cuidado com erros de português no currículo, principalmente os mais básicos. Errar no currículo é o pior pecado de um candidato, afinal quem vai contratar alguém que não sabe escrever sobre si mesmo? Erros de conjugação de verbos e acentuação são inadmissíveis! Muita cautela neste ponto. Se você possui dificuldades com a língua, peça para alguém ler seu currículo e corrigir os possíveis erros.

Não erre!!!

Não minta

Já dizia o velho ditado: “A mentira tem perna curta” e isso é verdade. Não coloque nada que não seja verdadeiro no currículo. Aquele inglês fluente que você diz falar, certamente será cobrado ou na entrevista ou no emprego, se você diz que possui, mas na hora que precisa dele ele falha, ponto negativo para você. Se aqueles 100 cursos que você descreveu no currículo forem cursos relâmpagos e não acrescentaram em nada na sua formação, deixe-os de fora.

Dicas adicionais

Depois de deixar seu currículo impecável, não pise na bola na hora de enviar. Envie foto apenas se for solicitado, se for, preste atenção no perfil da empresa. Não mande uma foto sua de biquíni para uma empresa super conservadora. Também não gaste sua energia com envelopes ou pastas cheias de Homens trabalhando!fru-frus. Um envelope ou pasta é a primeira coisa que vai para o lixo assim que você envia um currículo.

Depois da entrevista

Se você for chamado e fizer a entrevista, se possível, envie um email ao entrevistador agradecendo a oportunidade e peça para ser comunicado sobre o resultado. Se você não for selecionado, tente descobrir quais foram suas falhas para corrigi-las e melhorar seu desempenho em entrevistas posteriores. O mais importante é ser você mesmo tanto na entrevista quanto no currículo. Se você quiser mais dicas de como ser dar bem na hora de confeccionar seu currículo, confira mais aplicativos que podem dar um empurrãozinho.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!