Mal tivemos a revelação de uma reestruturação das grandes na Microsoft Research e parece que já estamos vendo os frutos de todas essas mudanças. Um bom exemplo disso é uma nova tecnologia em que a divisão estaria trabalhando para os Flip Covers de seus celulares: estes, no lugar de serem simples proteções de tela, conteriam uma tela secundária de baixo consumo de energia.

Não faltam usos para uma ideia como essa, é claro. Algumas propostas já pensadas pela equipe incluem desde uma extensão da tela normal a um teclado que deixa sua tela principal completamente livre, passando por um acesso rápido à Cortana e às notificações do dispositivo.

Outras opções mais simples, como uma simples maneira de exibir passaportes, entradas para shows e cupons digitais – ou mesmo uma imagem personalizada –, não estão fora de cogitação. É claro que, por ser uma tela em preto e branco de baixo consumo, ela não terá a mesma qualidade de uma tela de verdade, mas a ideia, no fim das contas, é oferecer informação extra, de acordo com o contexto, sem encher o espaço da tela.

Achou toda a proposta familiar? De fato, a Microsoft Research estaria ciente de que o Yotaphone 3 traz um conceito bastante parecido, segundo o site WMPowerUser; a divisão da gigante, no entanto, disse que uma tela traseira de e-ink pode ter seus problemas de usabilidade, o que os levou à ideia de uma que pudesse ser usada paralelamente.

Do papel para as prateleiras, em breve?

Se você achou que essa ia ser uma daquelas ideias que seriam simplesmente engavetadas, saiba que está bem enganado. A Microsoft Research já está discutindo com a divisão encarregada dos dispositivos Lumia, na Finlândia, para estudar a inclusão dessa tecnologia em aparelhos da linha.

Vamos torcer que isso se torne realidade o quanto antes, porque uma tecnologia dessas pode dar uma vantagem e tanto para a Microsoft na disputa do mercado mobile – isso desde que uma Flip Cover dessas não custe tanto quanto seu próprio smartphone, é claro.

Quanto você pagaria por uma Flip Cover com tela secundária? Comente no Fórum do TecMundo