"Beasts of No Nation" foi sucesso entre mídia e público. O filme, original da Netflix, foi lançado tanto na plataforma de streaming de vídeo quanto em algumas salas de cinema. Agora, a Netflix vai lançar "Crouching Tiger, Hidden Dragon: Sword of Destiny", que é a continuação do filme "O Tigre e o Dragão", de 2000. Dessa vez, parece que a história vai se repetir, e muitas redes de cinema vão se recusar a exibir a película.

De acordo com o Los Angeles Times, menos de uma dúzia de salas IMAX vão apresentar o novo filme da Netflix nos Estados Unidos. A razão disso é o lançamento simultâneo na plataforma de streaming que, segundo as redes de cinema, tiram renda e levam o público para as salas.

"O comprometimento da Netflix com a escolha do consumidor se limita àquilo que beneficia a ela mesma", disse Patrick Corcoran, porta-voz da Associação Nacional dos Proprietários de Cinemas dos EUA.

Por outro lado, a Netflix acredita que este é o futuro da mídia. Ao oferecer várias opções para os consumidores, ela também entrega conforto e praticidade para ele realizar as próprias decisões.

Quem está certo? Cinema ou Netflix? Comente no Fórum do TecMundo