A fabricante de softwares e plugins Oracle anunciou o fim de uma teimosia. Depois da próxima atualização, o famoso (e igualmente odiado) plugin Java vai deixar de existir para navegadores.

Segundo a empresa, o motivo principal é que várias desenvolvedoras de navegadores decidiram remover ou anunciar limites em um futuro próximo para a remoção de bases-padrão de plugins, eliminando o acesso a Flash e Java, por exemplo. Isso faria com que a insistência no produto fosse praticamente inútil nos grandes mercados, como Google Chrome, Firefox e Microsoft Edge.

Assim, a Oracle anunciou que vai desencorajar cada vez mais a utilização da próxima versão, o Java Developer Kit 9 — até que um futuro lançamento elimine de vez seus traços. Como alternativa, ela indica a Java Web Start, tecnologia nova e que não se enquadra na categoria de plugin. O procedimento no mobile será muito mais rápido que no desktop.

Por que tanto ódio?

O plugin Java existe desde 1995 nos navegadores e já na época começava a causar dores de cabeça em usuários e especialistas em segurança. Ele é cheio de vulnerabilidades e falhas facilmente exploráveis, sendo um dos maiores riscos de infecção em PCs domésticos e industriais em todo o mundo. É só fazer uma pequena busca no TecMundo para saber do que estamos falando.

O que você acha do fim do Java para navegadores? Comente no Fórum do TecMundo