Internet Explorer: depois de 15 anos, deixará de ser o navegador mais popular do mundo (Fonte da imagem: )

Se você é webdesigner, programador ou apenas mais um internauta que também não suporta o Internet Explorer, prepare o espumante e os charutos, pois o reinando do navegador da Microsoft está com os dias contados. De acordo com o StatCounter, o IE está em queda vertiginosa e deve perder o posto de browser mais usado do mundo para o Google Chrome até o fim de março.

De fato, conforme relatou o Tom’s Guide, a liderança do IE não deve durar mais do que os próximos três finais de semana. Fazendo uma comparação dos últimos números, no último fim de semana, o Chrome alcançou uma fatia de mercado dos navegadores de 31,22% — contra 33,28% do Internet Explorer.

Há um mês, o quadro apresentava o IE com 35,35% dos internautas contra 29,83% que utilizavam o Chrome. Um pouco atrás na briga está o Firefox, que parece ter estagnado e tem uma fatia de mercado que varia entre 24% e 25%.

Desde 1997, quando passou a ser embutido no Windows e destronou o Netscape, será a primeira vez que o IE não estará no primeiro lugar do pódio dos navegadores mais usados em todo o planeta. O Chrome, que já é líder na América do Sul desde o final do ano passado, finalmente alcança o topo do mundo dos browsers.