Deixe de lado guitarra, baixo, piano ou bateria: o futuro está em instrumentos que pouca gente consegue tocar ou sequer sabe da existência. Existem várias criações por aí que parecem ter saído de filmes de ficção científica, mas na verdade são objetos capazes de reproduzir (belos) sons quando estão nas mãos da pessoa certa.

No vídeo acima e no que está a seguir, você conhece alguns desses instrumentos futuristas na aparência e até na música — mas que existem de verdade e são totalmente funcionais, embora a maioria não seja comercializada em massa. Vários apresentam sintetizadores e sons eletrônicos, que combinam com o estilo de modernidade, mas até simuladores de músicas mais tradicionais estão presentes.

Roli Seabord

À primeira vista, esse é somente um teclado, mas basta ouvir o Roli Seabord para notar que ele é, na verdade, um poderoso sintetizador e controlador. Ele é chamado por seu criador de "piano do futuro", pois as teclas são configuradas via software para reproduzirem áudios diferentes, de efeitos sonoros a instrumentos acústicos. Guitarra, dedilhado de violão sem acordes e até teclas tradicionais de piano, claro, são só algumas das possibilidades.

ReacTable

Essa mesa com interface digital é uma mistura de instrumento musical e um daqueles games de puzzle. O som é criado quando você coloca blocos na superfície e manipula o conjunto, conectando unidades ou as girando em seu próprio eixo. Cada bloco é um sample ou um efeito de sintetizador. Para sair algo de qualidade, é preciso experimentar ou decorar as combinações.

GePS

Mais uma combinação maluca que deu certo, o GePS  é uma mistura de instrumento musical com wearable. Trata-se de uma luva que produz sons em um PC conectado via rádio e sensores. A cada movimento da mão, áudios configurados previamente são tocados de acordo com o gesto, que vira uma performance por si só. Com um pouco de treino, você vira um verdadeiro DJ.

Laser Harp

Essa é autoexplicativa, mas igualmente impressionante. O sistema é bem simples: feixes de laser são emitidos para parecerem cordas, e cada toque é convertido em som por um sintetizador. O músico precisa usar luvas especiais para parar os feixes, e até a posição em que o laser fica é importante. Com treino, você pode inclusive fazer efeitos como slides e vibratos.

Eigenharp

É literalmente uma banda em um só instrumento. São 120 teclas e muitas luzes, além de botões de percussão e um espaço para que ele se torne um instrumento de sopro. A Eigenharp pode emitir sons de teclado ou violão, sintetizador e muitos outros efeitos. Cada tecla é sensível ao toque de diferentes maneiras, permitindo ao músico fazer efeitos e combinações. Ela ainda é capaz de servir de gravador e reprodutor de áudios.

Tenori-On

Criação do artista Toshio Iwai e da Yamaha, esse quadrado de 16 centímetros de aresta parece até um video game portátil. O painel tem vários LEDs que podem ser pressionados, criando os mais variados sons. A traseira do dispositivo também é um show de luzes à parte. A cantora Björk e o compositor de trilha sonora de filmes Hans Zimmer já usaram um Tenori-On em apresentações ao vivo.

Qual é o seu instrumento musical futurista favorito? Comente no Fórum do TecMundo