Batidas frenéticas: tudo para você virar um grande DJ

Está louco para colocar todos na pista de dança? Então confira algumas dicas do Baixaki para se tornar o rei das baladas.
  • Visualizações200.298 visualizações
Por Renan Hamann em 10 de Março de 2011

Festas não são festas se não contarem com boa música. Geralmente é papel do anfitrião separar as melhores canções para que todos os convidados agitem o esqueleto. Mas também há muitos casos em que algum amigo do dono da festa se propõe a ser o DJ. E quem é que nunca quis ser um DJ para controlar as pick-ups?

Pronto para começar?

Se você sabe do que estamos falando, é hora de conhecer algumas das principais ferramentas de edição e mixagem de som, todas muito úteis para quem adora criar um ambiente musical. Então se prepare para conhecer alguns dos softwares mais legais do planeta e fique pronto para comandar a próxima festa de arromba.

Mas eu só tenho um computador!

Calma, você também pode ser um DJ, mesmo que só possua um computador e algumas caixinhas de som. Se a festa vai começar daqui a poucas horas e você precisa de medidas emergenciais, utilizar o Windows Media Player pode ser uma alternativa interessante, ainda mais quando são criadas as listas de reprodução automáticas.

Listas automáticas

Se puder utilizar um som mais potente (como aqueles que possuem entrada para vídeo), os resultados são ainda melhores. Com um simples cabo P2 > RCA (uma ponta de fone de ouvido e a outra com conectores branco e vermelho) você pode ligar o seu computador a um micro system ou ao televisor, que muitas vezes oferece ótima qualidade sonora.

Quero mais!

Infelizmente não há muitas opções de mixagem com o Windows Media Player, por isso quem deseja elevar o nível das reuniões de amigos precisa conhecer ferramentas mais completas. Para os usuários mais iniciantes recomenda-se a utilização do Virtual DJ, um software simples e com recursos muito interessantes.

Primeiras mixagens

Além de oferecer simuladores de pick-ups, que garantem a utilização de scratches (arranhões nos discos), o Virtual DJ permite que os usuários criem playlists com cross-fade automático. Desta forma, sempre é aplicado um efeito de sobreposição das canções quando ocorre a transição entre elas.

Outro aplicativo bastante similar é o Traktor DJ Studio, que possui vários recursos de equalização, mas deixa de lado as pick-ups virtuais. Em suma, são aplicativos para quem quer começar a entender a dinâmica das mesas de mixagem. Simples de compreender, são ideais para quem quer animar as festinhas dos amigos.

Quero minhas próprias músicas!

Há DJs que mixam músicas para animar as festas e DJs que criam suas próprias canções. Se você quer fazer parte deste segundo grupo, precisa dominar alguns programas de mixagem mais profissionais e completos, que também são mais complicados do que os que apresentamos anteriormente.

Fruity Loops Studio

Fruity Loops Studio oferece opções para que os DJs trabalhem com padrões pré-definidos e geradores de loops, ou seja, traz diversas sequências instrumentais que podem ser combinadas para que seja criada uma canção ainda mais personalizada. O melhor do software é o Piano Roll, que simula um controlador MIDI profissional.

Com ele, os usuários podem emular instrumentos virtuais para definir acordes e sequências precisos. Este é, sem dúvidas, um dos principais aplicativos de edição e criação sonora do planeta. São vários efeitos e filtros que podem ser adicionados e configurados pelos DJs de plantão, originando músicas muito interessantes.

Mixagem touchscreen:  novas possibilidades

Com a chegada dos dispositivos touchscreen, surgiram muitas novas possibilidades para os usuários. Dos mais modestos aos mais profissionais, apps de mixagem existem aos montes na AppStore da Apple,  tanto para iPads, quanto para iPhones. Logicamente os iPads possuem a grande vantagem das dimensões maiores, o que garante mais precisão nos toques.

Para quem é DJ profissional, a utilização do Konkreet Performer é arrasadora. O app é utilizado como um controlador MIDI ou OSC para softwares de controle de instrumentos virtuais. Por meio de algoritmos, são criados sons eletrônicos perfeitos em uma interface multitouch muito bonita.

Konkreet Perfomer! Perfeito nos iPads

Criado especialmente para o iPad, ele pode ser conectado a softwares como o OSCulator do Mac OS X. Desta maneira, os usuários podem controlar os nós do aplicativo, aumentando ou diminuindo frequências e criando sonoridades muito interessantes. Perfeito para quem adora música eletrônica.

Outra ferramenta de controle para os computadores é o TouchAble, que leva os controles do Ableton para a tela do iPad. Este software garante o controle da interface MIDI com muitos novos recursos, incluindo um completo sistema de samplers para emular baterias eletrônicas e outros instrumentos digitais.

Korg: os melhores instrumentos do mundo

Conhecida como uma das principais fabricantes de instrumentos musicais do mundo (principalmente pela produção de teclados e sintetizadores), a Korg já lançou softwares completíssimos também para o iPad. Simulando botões de mixagem e sintetizadores profissionais, o software iElectribe surge como principal app da empresa.

Korg promete ótimos resultados

Podem ser aplicados efeitos pré-definidos em várias pistas diferentes. Além de que a lista de sons carregados por cada botão é facilmente configurável. Este aplicativo também é muito recomendado para quem deseja criar músicas eletrônicas para animar as festas, podendo ser utilizado para criar músicas e também para reproduzir em tempo real.

Outro app da mesma empresa é o Korg iMS-20, que transforma o iPad em uma completa interface de sintetização analógica. O app traz embutido um sampler para adição de baterias eletrônicas, um teclado para emulação de instrumentos e também uma grande quantidade de botões de controle.

Vai encarar?

Só um profissional para entender

Há também aqueles aplicativos tão completos que até mesmo editores profissionais poderiam acabar se perdendo nos controles. É o caso do ReBirth, um arrasador Techno Micro Composer reformulado para a tela touchscreen do iPad. São muitos botões de nivelamento e produção de áudio. Também acompanha baterias virtuais e compressores integrados.

Também para o iPhone

Devido às limitações dimensionais do iPhone, há uma série de apps que não rodam no dispositivo, pois ficaria praticamente impossível controlar alguns botões minúsculos. Mas os usuários destes portáteis não ficam totalmente abandonados pelos apps de controle musical.

Uma das principais ferramentas deste gênero é o Tap DJ, um software de controle de pick-ups muito similar ao Virtual DJ, mas totalmente touchscreen. Com o app, os DJs podem simular scratches e cross-fades entre as faixas. É só ligar o iPod ou iPhone às caixas de som para fazer a festa com todos os seus amigos.

Tap DJ para iPhone e iPod Touch

Tap DJ possui suporte para samplers e adição de sequências de bateria pré-definidas. Também existem vários efeitos que podem ser adicionados às trilhas reproduzidas. Além de tudo isso, o app ainda oferece suporte a temas visuais.

Partindo para as pick-ups de verdade

Depois de muito treino, você já pode perceber se acha que a vida de DJ combina com o que você deseja para sua carreira. Então torna-se necessário partir para projetos mais ambiciosos, como a compra de equipamentos profissionais de mixagem e reprodução ao vivo. Infelizmente a maioria dos equipamentos custa caro, mas o retorno financeiro existe para quem se dedica.

Pronto para as baladas?

Pick-ups não são nada sozinhas. É necessário utilizar softwares de controle sonoro para equalizar e aplicar vários efeitos. A grande maioria dos DJs profissionais utiliza notebooks da Apple para isso, pois há uma variedade maior de aplicativos de mixagem para a plataforma Mac.

Como já mostramos neste artigo, há um movimento crescente de programas para iPad sendo criados para DJs. Sendo combinados da maneira correta, é possível criar músicas alucinantes que não deixarão ninguém fora das pistas de dança.

Para quem prefere rock!

Como você pode perceber, a grande maioria dos softwares de edição musical é destinada aos apaixonados por música eletrônica.  Mas se você prefere rock’n’roll ou qualquer outro estilo que utiliza instrumentos menos eletrônicos, também há vários programas que podem se adequar às suas necessidades. Conheça agora alguns aplicativos de produção sonora que podem ser utilizados para a junção de instrumentos em músicas.

Mixando com o Audacity

Começando pelo software opensource Audacity (clique aqui para conferir o tutorial que o Baixaki preparou para ensinar a criar canções com o software), que possui versões para todos os sistemas operacionais. Com ele é possível gravar várias linhas diferentes de instrumentos reais, conectados ao computador por controladores MIDI USB ou então por entradas de microfone (inclusive quando são utilizadas mesas de equalização).

Quem prefere softwares pagos pode optar pelo SONAR, que é muito mais completo e ainda oferece uma série de efeitos e filtros que podem ser adicionados às trilhas, independentemente. Para o SONAR também podem ser adicionadas faixas com instrumentos reais, sendo que o software conta também com um banco de sons virtuais.

Os amigos de Steve Jobs possuem sua própria opção de produção musical. O software GarageBand oferece um enorme banco de instrumentos e loops pré-definidos. Com ele, usuários sem conhecimento musical podem carregar linhas instrumentais completas e ainda adicionar outras com o auxílio de um teclado virtual.

SONAR não é para qualquer um

Os sempre bem-vindos controladores MIDI podem ser utilizados no GarageBand, que emula instrumentos diversos. Este software é similar ao LogicStudio, que também permite a utilização de teclados ligados ao computador para a criação de músicas.

.....

Está preparado para arrasar nos scratches? Então conte para o Baixaki que tipo de música vai imperar na playlist das suas festas. Aproveite também para dizer quais os softwares que você mais gosta de utilizar para criar suas canções!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!