Análise: iPod Shuffle

Analisamos o novo iPod Shuffle para que você saiba quais são as novidades e as vantagens do pequeno notável da Apple!
  • Visualizações28.133 visualizações
Por Luísa Barwinski em 19 de Maio de 2009

Desde o início, os iPods vêm mexendo com a cabeça dos consumidores de tecnologia mais vorazes e até mesmo daqueles que não se interessam tanto pelo assunto, mas gostam de estar na moda. O ponta-pé inicial da saga da Apple em meio ao mercado fonográfico e a nova hegemonia dos tocadores de música data do ano de 2001. Com o primeiro modelo de reprodutor de faixas MP3 independente de estar conectado a um computador, a empresa de Steve Jobs trouxe um jeito diferente de ouvir música a todos os usuários.

Entretanto, a primeira versão do iPod é um pouco diferente do que nós estamos acostumados hoje. Em vez da famosa e querida “click wheel", sensível ao toque do usuário através da transmissão de elétrons, a primeira geração dos iPods possuía uma roda mecânica e tinha a capacidade de 5,10 GB – um pouco a mais que o presente iPod Shuffle. Um ano mais tarde, em 2002, os primeiros sinais de aproximação com o que conhecemos por iPod começaram a surgir.

O pirmiero iPod.A integração com Windows através do software Musicmatch e a roda deixou de ser mecânica para ser sensível ao toque. A capacidade do iPod de 2002 também foi dobrada – 10,2 GB. A terceira geração destes dispositivos pode ser considerada uma das mais marcantes, já que começaram a ficar mais finos e podiam armazenar até 40 GB na sua versão mais cara. Este iPod tinha botões entre a tela e a roda de controle para facilitar a navegação.

Entretanto, é só na quarta geração de iPods que a querida “click wheel" foi adicionada assim como a função “Shuffle” (Aleatória). E assim, podemos visualizar o que viria pela frente. A partir daí, várias mudanças foram implementadas no tocador de músicas e vídeos que acabou se tornando um estilo de vida. Atualmente, estamos na sétima geração de iPods e de lá para cá acrescentaram-se telas coloridas com luz própria, o Cover Flow e a recentíssima função Genius que cria playlists automática e rapidamente.



Com estes avanços da Apple, os modelos como iPod Mini, iPod Nano, Touch, Shuffle, além do tradicional modelo Classic ficaram cada vez mais arrojados tanto no design do produto em si quanto na tecnologia interna dos players. A mais recente revolução dos iPods sem dúvida é o novo iPod Shuffle que além de armazenar 4 GB, ganhar novo design, ainda fala. Isso mesmo! Você não está ficando maluco, o seu iPod agora pode lhe contar qual é a música e a playlist que está ouvindo!
O primeiro iPod Shuffle.
O primeiro iPod Shuffle surgiu no ano de 2005, durante a Macworld Expo e tinha os slogans “Life is random” (A vida é aleatória) e “Give chance a chance” (Dê uma chance à chance). Ambas as campanhas publicitárias tinham como objetivo principal cativar o consumidor para adotar um produto novo e que até então não possuía reação mensurável. Não visualizar a música que está tocando em uma tela e saber quais são as próximas era uma novidade um tanto revolucionária para quem se acostumou com o mundo das interfaces gráficas.

Abrindo a caixinha do novo iPod Shuffle.A capacidade de armazenamento deste primeiro iPod Shuffle ficava em torno de 1 e 2 GB e o design do aparelho muito se assemelhava a um pendrive. Mais tarde em 2006, o modelo sofre alterações drásticas no seu design. O antigo que era até um pouco grande, tornou-se pequeno e ganhou um clipe para ser preso à roupa do seu dono – ideal para a prática de esportes e caminhadas.

O Baixaki tratou de fazer uma análise detalhada das características deste que é um produto de grande apelo aos consumidores do mundo inteiro. Para quem é fã dos players da Apple, segure-se na poltrona e para quem não é, descubra um novo mundo de muita variedade e tecnologia, contido em um dispositivo de 10 gramas.

 

Veja o que o novo iPod Shuffle pode fazer!

Tamanho e facilidades

O novo iPod é do tamanho de duas moedas de R$1!

O novo iPod Shuffle é diferente de tudo o que você já viu em matéria de players de música. Apesar de não possuir tela e, por consequência, não reproduzir vídeos nem imagens, o pequenino consegue atender bem às necessidades de seus donos. Com apenas 4,5 cm de altura por 1,7 cm de largura, o iPod Shuffle armazena 4 GB de músicas e mantém-se ligado por 10 horas ininterruptas quando a bateria estiver carregada totalmente.

O tempo para a carga da bateria deste pequeno gigante também é bastante parecido com os seus irmãos maiores – 2 a 3 horas são ideais para carregá-lo. Entretanto, se você deixá-lo ligado por apenas duas horas, a bateria carregará 80% do seu potencial e assim, o tempo de duração dela será menor. Por isso, lembre-se: se você planeja viajar e ouvir suas músicas favoritas no iPod Shuffle, deixe-o carregar completamente. Ninguém gosta de surpresas durante a viagem.

VoiceOver

O iPod Shuffle fala com você!Sem a menor sombra de dúvida, o recurso VoiceOver do iPod Shuffle é um dos mais interessantes já lançados nos últimos tempos. Por isso, devemos uma boa explicação do que se trata. Primeiro, é preciso dizer que a voz irá mudar conforme o sistema operacional que você utiliza. Para os usuários do Mac OS X Leopard, a voz é a de um homem. Já nos outros sistemas e também no Mac OS X Tiger, a voz que vem do iPod é a de uma mulher. Isto acontece porque o iTunes detecta automaticamente qual é a voz mais indicada para dizer o nome de cada música.

Se o nome da música é “Carinhoso”, por exemplo, o algoritmo do software da Apple irá procurar qual é a voz e o idioma que podem falar o nome da música com perfeição ou o mais próximo do nome real. Esta é uma boa vantagem, assim, dificilmente suas músicas brasileiras serão anunciadas por uma voz falando em Alemão, Tcheco, Turco, Grego ou Polonês.

Estes são apenas alguns dos idiomas falados fluentemente pelo iPod poliglota. Além destes, ele ainda fala Português (Portugal), Inglês, Holandês, Francês, Italiano, Japonês, Espanhol e Sueco. Ao todo, são 14 idiomas para melhor lhe atender. A escolha do idioma também pode ser feita por você quando acessar as preferências de sincronização pelo iTunes. Esta também é uma novidade e tanto para os pequeninos da Apple.

Sincronize pelo iTunes!

Uma boa novidade para os usuários de iPod Shuffle é que agora a sincronização é feita pelo tocador de mídias da Apple, o iTunes. Assim, pela primeira vez, é possível criar playlists para quais quer ocasiões como “Academia”, “Caminhada”, “Músicas para viajar” e uma centena de outros temas para você distribuir suas músicas. Agora, o Shuffle não fica devendo nada aos seus parentes que contam com visores para exibir informações.

Basta que você marque quais playlists devem ser enviadas para o seu iPod e tudo está resolvido! Não há nada de diferente entre a programação de listas de reprodução dos outros para este iPod. Entretanto, a diferença está na forma de conexão entre o novo Shuffle e o seu computador. Como ele possui apenas uma entrada - a dos fones de ouvido - é por ela que o cabo USB deve ser conectado. O cabo é pequeno, portanto, evite manter o iPod pendurado. Isto pode danificar o cabo.

Navegação hi-tech

Mas de nada adianta fazer playlists, transferências via USB e iTunes se você não sabe como navegar pelo seu iPod Shuffle. Com a retirada dos botões da interface do aparelho, os controles migraram para um ponto específico, localizado no fio do fone de ouvido. O “controle remoto”, por assim dizer, do iPod Shuffle possui três botões. Aqueles das extremidades servem para aumentar ou diminuir o volume das músicas. Já o botão central é o grande atrativo deste novo aparelho.

É com o botão central que a função VoiceOver é ativada. Funciona da seguinte maneira: basta pressioná-lo por aproximadamente dois segundos para ouvir o nome da música. A interferência do “narrador” sobre a música é bem pequena, afinal, enquanto ele ou ela está falando, o volume da música é sutilmente diminuído e volta ao normal quando a voz terminar.

Para saber qual playlist está tocando e quais outras estão no seu iPod, pressione o botão até ouvir um “bip”. Depois de ouvir este sinal, o narrador irá dizer os nomes das playlists disponíveis. Clique  rapidamente apenas uma vez para executá-la. Para saber como proceder, acompanhe o diagrama abaixo:

O aparelho: o que mudou entre as gerações?

Este iPod Shuffle também possui os botões laterais que permitem o usuário a escolha do modo de execução das músicas. O modo Shuffle é opcional, assim como acontecia com as gerações anteriores. O modo contínuo também. Neste aspecto, pouco mudou entre a segunda e a terceira geração. Contudo, as mudanças mais sensíveis de todo o processo evolutivo dos iPods Shuffle está no formato e na interface do dispositivo.

De lá para cá muita coisa mudou!

O primeiro Shuffle, lançado em 2005, como foi dito, era muito parecido com um pen drive, e realmente desempenhava estas funções também. O modelo era todo branco, com uma tampa em uma das extremidades que aproximava ainda mais o iPod de uma memória removível. Este modelo também possuía botões para executar, pausar, avançar ou voltar. O primeiro Shuffle media aproximada mente 8 cm x 2 cm. Na segunda geração, o formato sofreu mudanças drásticas. O iPod que antes era até um pouco grande, agora havia sido reduzido para pequenos 2 cm de altura por 3 cm de largura.

Um clipe foi colocado na parte de trás do iPod para prendê-lo à roupa, mochilas e qualquer outro tecido para que ficasse seguro enquanto o usuário realizava suas atividades. Além disso, o modelo foi criado em várias cores diferentes, o que aumentou bastante a venda de iPods personalizáveis. Cada um tinha o iPod da cor que melhor o representava.

Contudo, na terceira geração, vê-se uma grande mudança no aparelho. Em vez de continuar a ser um quadradinho, o iPod Shuffle voltou a ter oformato retangular de antigamente, porém com algumas mesclas da sua segunda geração. O tamanho mínimo se manteve, mas a forma retangular e vertical voltou. O clipe para prendê-lo à roupa agora é metálico e bastante reluzente. Os controles foram removidos do aparelho em si e colocados no fio do fone de ouvido. Para o corpo do iPod restaram os botões de modo de execução.

A capacidade de armazenamento também foi uma mudança bastante forte entre as gerações. A primeira geração contava com versões de 512 MB e 1 GB, pouco poderia ser adicionado. Já na segunda versão, o iPod ganhou cores e a barreira dos 1 GB ficou estabelecida para todos os modelos.

Agora, na geração recém-chegada de iPods Shuffle, o armazenamento foi estendido para os confortáveis 4 GB, que antes era luxo das versões Nano. Agora, o usuário pode inserir aproximadamente 1.000 (mil) músicas no formato AAC. Não fique preocupado se você não sabe como converter suas MP3 para AAC, normalmente, o iTunes faz isto logo que as músicas são adicionadas à Biblioteca (Library).

Afinal de contas, vale a pena?

Independente de você ser um grande fã de gadgets e apetrechos ultra modernos ou apenas gostar de comodidade para ouvir músicas, o iPod Shuffle da terceira geração é um aparelho fantástico. O fato de ele não ter telas e menus gráficos não o impede de conseguir interagir muito bem com seus usuários. O VoiceOver era exatamente o que faltava para completar o iPod Shuffle.

A nova disposição dos controles também fez com que o filho mais novo da família Apple ficasse mais elegante, sem botões. Assim, o iPod Shuffle tem tudo para concorrer com os mais avançados players de músicas. A extensão da capacidade de armazenamento do pequeno notável também contribuiu para que ele ganhasse a atenção de várias pessoas. Dos módicos 1 GB, a novidade do momento conta com 4 GB para carregar músicas e podcasts.

Apesar de estar disponível em apenas duas cores, cinza e preto, o sucesso deste novo iPod é quase infalível. Afinal, quem não gostaria de ser informado pelo seu player de qual música está ouvindo? Até mesmo se você é um amante de telas e interfaces, o novo iPod Shuffle não vai ficar devendo nada se o seu objetivo é apenas ouvir músicas.

E você? O que achou do novo iPod Shuffle? Quais recursos a Apple poderia implementar nas próximas gerações? Conte para a gente no seu comentário!

Fique atento para as próximas análises do Baixaki!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!