Hoje em dias as baterias são eletrônicas e você consegue "criar" o som de praticamente qualquer instrumento a partir de um computador. Martin Molin, da banda sueca Wintergatan, por sua vez, prefere fazer as coisas à moda antiga – bem antiga mesmo –, criando uma máquina feita de madeira e movida à manivela que toca por praticamente uma banda inteira.

Não é muito fácil de explicar, mas funciona mais ou menos assim: Molin gira a manivela e diversas engrenagens passam a funcionar, alimentando todo um sistema de distribuição que conta com mais de 2 mil bolinhas de aço. Foram utilizadas mais de 3 mil peças para construir a imensa estrutura.

São elas que tocam cada um dos elementos da máquina, que conta com vibrafone – responsável pela melodia principal –, um baixo, uma caixa, um bumbo e um chimbau de bateria e, por fim, um baixo que é tocado de forma semiautomática, já que o músico precisa apertar as cordas para conseguir as notas certas.

Alavancas permitem que Molin ative ou desative cada parte da sua máquina, batizada de "Wintergatan Marble Machine". O ritmo de tudo é determinado por uma faixa interna muito parecida com aquelas que são colocadas em caixinhas musicais antigas.

A medida que as bolinhas vão caindo, elas entram por tubos e vão para uma esteira que as retornam para a central de abastecimento. É simplesmente genial ver tudo funcionando e, mais ainda, a música que é criada pela "banda de uma máquina só (com a ajuda de um músico)".

Molin registrou todos os passos para a criação da Wintergatan Marble Machine em seu canal oficial do YouTube, e, se você gosta de música, vale MUITO a pena conferir.

O que você achou da máquina musical de Martin Molin? Comente no Fórum do TecMundo