Seleção de programas conversores de mídia

Veja como não se perder na hora de transferir seus arquivos para dispositivos móveis ou reproduzi-los no PC.
  • Visualizações59.102 visualizações
Por Oliver Hautsch em 2 de Janeiro de 2009

A quantidade de formatos diferentes de áudio e vídeo, bem como as inúmeras opções de aparelhos que suportam as novas tecnologias, aumentam dia-a-dia, fazendo com que nós, usuários, fiquemos completamente perdidos em alguns momentos. É difícil se manter informado e saber o que fazer para deixar todos os dispositivos — como PCs, celulares, MP3 player, etc. — integrados o suficiente para que nossos arquivos possam ser transferidos para cada um deles.

Para desmistificar o problema, fizemos uma seleção de vários programas e codecs que podem ajudar você a converter seus arquivos, de modo que eles possam ser executados no seu acessório favorito. Todos os programas citados aqui estão disponíveis para download no Baixaki.

 


VIDEO


No PC

Para nunca ter problemas com a execução de qualquer tipo de arquivo, o primeiro passo é instalar um pacote de codecs. Isso raramente é necessário no caso de arquivos de áudio, pois a maioria dos computadores atuais suporta nativamente os formatos de mais populares. Veja abaixo alguns dos melhores pacotes de codecs. Instalando qualquer um deles, você dificilmente terá que se preocupar com eventuais impossibilidades do seu PC na execução de um vídeo.

Ace Mega Codecs PackO Ace Mega Codecs Pack é um dos mais tradicionais pacotes de codecs que existe. Além de possuir tudo o que você precisa para executar qualquer vídeo no PC, ele ainda tem várias ferramentas embutidas. Se você costuma utilizar arquivos de tipos pouco conhecidos, o Ace Mega Codecs Pack é a solução indicada, pois dificilmente existirá um formato não incluído nesse pacote.

XP Codec PackQuem não tem a necessidade de algo tão profissional (nem quer esperar o download de 50 MB) pode preferir baixar o K-Lite Codec Pack ou o XP Codec Pack, que são os dois maiores sucessos do Baixaki, com mais de 4 milhões de download e mais de 5 milhões de downloads, respectivamente. Ambos têm uma grande quantidade de codecs em suas instalações, garantindo a reprodução dos tipos de arquivo mais comuns da atualidade. A diferença principal é o tamanho do download, que é de pouco mais de 7 MB para o XP Codec Pack e quase 20 MB para o K-lite. Eles também são constantemente atualizados com as últimas novidades da categoria.

Mesmo com todos os codecs instalados, você pode desejar mudar o formato do vídeo para que ele tenha o seu tamanho reduzido, por exemplo. Para somente converter qualquer tipo de vídeo, utilize o MediaCoder ou o Any Video Converter. Ambos são capazes de alterar o formato de qualquer tipo de vídeo, para aquele que você desejar. Você só precisará localizar o arquivo que quer converter e selecionar o formato para o qual quer converter.

MediaCoder

Cópia e extração

Se você é dono de um DVD, pode querer fazer uma cópia de segurança do seu disco para que a vida útil do DVD original não seja prejudicada. Essa prática é permitida por lei, mas é dificultada pelas empresas criadoras dos discos em uma tentativa e reduzir a pirataria. Mesmo assim, existem vários programas disponíveis na internet que são perfeitamente capazes de “ripar” (ou extrair) e compactar qualquer disco.

Nessa categoria, há o DVD Decrypter e o DVD Shrink, que permitem ao usuário a cópia do disco inteiro para o disco rígido. O DVD Decrypter é extremamente leve, não passando dos 900 KB no download, mas o DVD Shrink tem mais tradição e é mais conhecido entre os usuários. Além disso, a utilização de ambos é muito simples. Porém, esses programas somente fazem a extração do disco, sem nenhuma opção para gravá-lo em um outro DVD. Para essa tarefa existem programas como o DVDFab, gratuito e que dá várias opções, como clonar o disco inteiro, dividi-lo em mais de uma mídia gravável, gravar a partir do disco rígido, etc.

DVD Decrypter

Em CDs

Com a popularização da banda larga, assistir e baixar filmes da internet se tornou uma rotina diária para alguns usuários. Porém, esses arquivos costumam ser extremamente grandes, ocupando espaço demais no disco rígido. O objetivo do download também pode ser de assistir o vídeo em aparelhos comuns de DVD. Mas somente gravando o vídeo em uma mídia gravável não tornará possível a sua execução em um aparelho de DVD. Para isso é necessário converter o arquivo para um formato que o equipamento seja capaz de ler.

NeroNão é necessário que você grave uma mídia de DVD para que o seu aparelho de DVD comum leia, pois ele também é capaz de executar CDs normais. Se o vídeo que você pretende gravar não ultrapassa os 700 MB, vale mais a pena gravá-lo em um CD, convertendo-o para o formato VCD ou SVCD (VCD é a sigla para Video CD e SVCD é para Super Video CD), que é suportado pelos melhores programas gravadores de CD, como o famoso pacote Nero.

Caso você não queira fazer o download dos imensos 382 MB do Nero completo (que depois da instalação, ocupa aproximadamente 2 GB em disco), é possível fazer o download somente da ferramenta de criação de VCD NeroVision Express. O VirtualDUB também é uma ótima opção de conversão, mas sua utilização não é das mais simples e ele não faz a gravação do disco, só a conversão do vídeo.

VirtualDUB

Vale lembrar que a qualidade do VCD é muito inferior à de um DVD, pois sua resolução é extremamente pequena. Em televisores comuns, isso não chega a ser um problema, pois a resolução deles também é baixa, mas se você pretende assistir ao vídeo em uma televisão digital, vale a pena considerar a gravação de um DVD, ou mesmo Blu-ray.

Além do VCD, é possível gravar outros formatos em um CD para que o seu DVD Player leia. O SVCD é uma melhoria do VCD, com uma resolução um pouco maior e uma codificação mais avançada. Porém, um CD comum não armazena nem uma hora de vídeo se gravado com formato SVCD. Em resumo: se você quer gastar menos e não se preocupa tanto com a qualidade do vídeo, o VCD e o SVCD podem ser boas opções, mas se a qualidade da imagem e do som são importantes para você, prefira gravar o vídeo em DVDs, pois eles não são tão mais caros que os CDs e assim você garante que o vídeo terá uma boa qualidade de imagem em qualquer tipo de televisão.

Em DVDs

Se sua intenção é assistir filmes e vídeos no seu computador, não é necessário que você converta nenhum arquivo. Basta ter os codecs para executá-los corretamente. Entretanto, se você pretende gravar DVDs para reproduzir em aparelhos comuns e assistir na televisão, também é necessário gravar o disco no formato que o seu equipamento possa ler. Mais uma vez lembramos que os programas gravadores de DVD mais populares possuem a função de gravação de discos executáveis em DVD players domésticos.

CloneDVD

Não há como falar em gravação de qualquer tipo de mídia sem citar o Nero. Se você baixar o pacote completo, poderá gravar qualquer tipo de disco, converter seus arquivos para os formatos corretos automaticamente (como MP3 para áudio) e queimar os dados no disco, além de várias outras funções que os programas do pacote executam. Novamente, você pode não ter a paciência necessária para fazer o download dos quase 400 MB do pacote. Se for o seu caso, vale a pena fazer o download de alguma das ferramentas abaixo.

DVDFab

Para simplesmente copiar um DVD exatamente como ele é, com toda a estrutura de menus, você pode utilizar programas como o CloneDVD, que é extremamente fácil de usar faz tanto a clonagem inteira de um DVD, bem como grava discos a partir de arquivos ISO ou UDF. O DVDFab, que já foi mencionado antes, também faz tanto a cópia quanto a gravação de arquivos e discos, para que a mídia gravável seja executável em players domésticos.

Criação de menus

DVDStylerPara aqueles que gostam de personalizar seus discos ao máximo, foram criados programas como o DVDStyler, o Ulead DVD Workshop, o Super DVD Creator e o DVDComposer. Com eles, você pode criar seus próprios menus, para dar uma aparência totalmente sua aos discos que grava. As possibilidades são inúmeras, como criar trilhas sonoras e legendas para os menus.

Em aparelhos portáteis

Any Video ConverterOs já citados MediaCoder e Any Video Converter são perfeitamente capazes de converter qualquer vídeo para um formato compatível com os mais populares dispositivos móveis, como celulares, MP4 players (ou superiores) e até vídeo games portáteis, como o PSP. Se você estiver transferindo os arquivos para o PC, também é possível fazer o processo contrário, alterando o formato dos vídeos para arquivos que qualquer computador é capaz de executar.

 


ÁUDIO


Conversão

Logo do Ogg VorbisOs programas conversores de áudio são extremamente úteis na hora de mudar o formato de arquivos, para que eles sejam executados em acessórios móveis, já que tais aparelhos nem sempre suportam qualquer formato. Como já mencionado, os formatos mais populares de áudio são perfeitamente compatíveis com os computadores da atualidade. Mas o usuário pode querer convertê-los, pois se a sua música preferida só estiver disponível em OGG, por exemplo, é possível transformá-la para MP3, para que ela tenha o mesmo formato de todo o resto da sua coleção.

Novamente, não há como não citar o MediaCoder, pois com ele você não só converte formatos de vídeo, como vários tipos diferentes de arquivos de áudio. Outros programas, como o River Past, convertem somente de WAV para MP3 e vice-versa, ou WMA para MP3 e vice-versa, como é o caso do Free WMA to MP3 Converter. Com certeza o MediaCoder agrega muito mais opções, mas para quem não tem a necessidade de tanto, programas mais simples, com suporte a menos formatos são mais recomendados.

River Past

Para transformar arquivos compactados, como WMA, OGG e MP3, em um arquivo WAV, que pode ser lido pelos CD players domésticos, basta utilizar o seu programa gravador de CD preferido, pois os softwares mais recentes de gravação já vêm com conversores de áudio embutidos, para que você tenha menos trabalho na hora de queimar um CD de áudio comum.

Extração

A extração de CDs precede em vários anos a capacidade de alguns programas de extrair vídeo de DVDs e é extremamente útil, pois compactando músicas, você reduz drasticamente o espaço ocupado, praticamente sem perdas na qualidade. Não esqueçamos que ripar CDs também é uma ótima maneira de não desgastar sua coleção.

Hoje, é possível extrair qualquer CD de música e já convertê-lo automaticamente para qualquer formato compactado, como o consagrado MP3, o WMA, formato proprietário da Microsoft, ou o OGG, que já conquistou seu lugar e ganha cada vez mais espaço. Quem gosta do Windows Media Player, não precisa fazer qualquer download adicional, pois a partir da versão 9, o player tem a capacidade de extrair arquivos de CD para os formatos WMA, MP3 e WAV. Mas nem todo mundo é fã do reprodutor de mídia da Microsoft.

Windows Media Player

Caso você prefira baixar programas específicos para a tarefa de extrair arquivos, as opções de qualidade são tantas, que não há como indicar um software sem desmerecer os demais, já que cada um atende às necessidades de diferentes tipos de usuário. Assim, citaremos aqui aqueles que você mesmo, usuário, costuma preferir. O grande sucesso da categoria é o CDex, um programa simples, de quase 2 MB, que permite a extração do CD para o formato MP3, WAV, além de fazer a conversão entre MP3 e WAV ou vice-versa.

DeepRipperLogicamente, existem aqueles que preferem ripar o CD, convertendo suas músicas para outros formatos. O FreeRIP está em primeiro lugar dentre os programas capazes de converter também para OGG. Outra ótima opção é o DeepRipper, que também suporta a extração em OGG, além dos formatos MP3 e WAV. Já o NeoAudio é um pouco mais completo, sendo capaz de converter também para WMA.

Outras tarefas

Existem vários outros tipos de programas que tratam tanto de áudio quanto de vídeo, com propostas diferentes, como criação de toques para o seu celular. Convidamos você, usuário do Baixaki, a navegar à vontade em nossas categorias e compartilhar conosco e com toda a comunidade Baixaki, tudo o que você encontrar de interessante. Use os comentários! Se você sabe de algum programa que é muito bom, mas que não está relacionado no Baixaki, fique à vontade para sugeri-lo. Assim podemos testá-lo e adicionar em nossa base de dados.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!