A Lenovo está a toda em sua empreitada de reformulação no mercado de smartphones: após chocar o mercado e os consumidores com o anúncio da “morte” da Motorola, a empresa agora determinou o fim das linhas Moto G e Moto E.

Chen Xudong, chefe da Lenovo, explicou em uma entrevista que a companhia optou por estabelecer o novo foco da Moto by Lenovo nos aparelhos top de linha, sacrificando os modelos mais populares da Motorola até então. É possível que o espaço deixado pelo Moto G e pelo Moto E seja preenchido por um novo Lenovo Vibe, embora nada tenha sido confirmado pela empresa.

Para firmar o compromisso em desenvolver smartphones que vão disputar o topo do mercado, a Lenovo anunciou recentemente que todos os seus principais modelos no futuro contarão com leitores biométricos e terão telas maiores que 5 polegadas.

ATUALIZAÇÃO: a assessoria de imprensa da Motorola entrou em contato com o TecMundo e explicou que o comentário de Chen Xudong foi mal interpretado e que os modelos permanecem no portfolio da marca durante este ano. "O comentário de Xudong à imprensa chinesa foi mal interpretado. Queremos reforçar que o Moto G e o Moto E fazem parte do portfólio global de MBG -  Mobile Business Group -  para 2016", diz a mensagem.

O que achou da decisão da Lenovo em encerrar as linhas Moto G e Moto E? Comente no Fórum do TecMundo