A CES 2016 tem sido fruto de ótimas notícias para o mundo mobile nos últimos dias, mas parece que a feira foi o palco também de uma revelação “catastrófica”. O COO da Motorola, Rick Osterloh, disse em entrevista hoje na CES que a marca “Motorola” vai lentamente ser substituída por Lenovo. Em resumo, o nome da empresa que inventou o celular vai deixar de existir no mundo mobile.

“Nós vamos lentamente apagar a marca Motorola e focar na linha ‘Moto’”, disse Osterloh. Basicamente, a Lenovo vai substituir o nome da sua subsidiária em seus smartphones, mas eles continuarão com o título “Moto”, e, ao que tudo indica, o icônico M e forma de asa de morcego vai continuar existindo. Contudo, não sabemos se ele vai apenas adornar os aparelhos em segundo plano.

Histórica 

Por outro lado, a atual Motorola vai assumir completamente a divisão mobile da Lenovo, que sempre sofreu para emplacar grandes sucessos, tanto na Ásia quanto no resto do globo.

A Motorola, por sua vez, teve nomes que ficaram para a história, como DynaTAC e o imensamente popular nos anos 2000 Motorola V3. Mais recentemente, depois de ter sido comprada pela Google, a empresa lançou a sua linha Moto e tem tido sucesso considerável nas Américas, porém não fora dessa região.

Apesar de a decisão da Lenovo parecer sensata do ponto de vista estratégico, alguns especialistas se perguntam se é realmente sábio “matar” uma marca de tamanha importância.

“A Lenovo não tem uma marca ruim, mas ‘Motorola’ significa muita coisa”, disse Carolina Milanesi, da Kantar WorldPanel ao CNET. Ao comprar a empresa das mãos da Google em 2014, o CEO da Lenovo disse em entrevista: “essa marca é o nosso tesouro. Nós planejamos não apenas protegê-la, mas torná-la mais forte”.

Quando isso vai acontecer?

Acredita-se que os primeiros smartphones lançados sem a marca Motorola devam aparecer no mercado mundial em um ano, e a Lenovo pretende introduzir os aparelhos da linha Moto nos mercados asiáticos como uma série de aparelhos “superpremium”. Onde a Lenovo ainda não está presente, mas a Motorola sim, vão ser lançados aparelhos mais baratos da marca chinesa.

Essa notícia, apesar de não impactar apenas no Brasil, traz um bocado de insegurança e dúvidas para os fãs da marca por aqui. Hoje mesmo, a empresa anunciou um reajuste salgado nos preços dos Moto G e Moto X Play em todas as suas variantes, o que também não agradou muito, uma vez que a marca já foi no país o ícone do custo-benefício.

ATUALIZADO - 11h40 - 08/01

Seguindo a revelação na CES 2016 por parte do chefe mundial da Motorola, a divisão brasileira da empresa resolveu nos enviar seu posicionamento oficial sobre o ocorrido. Confira:

A Motorola Mobility continua a existir como parte do grupo Lenovo e vai liderar as áreas de engenharia e design em todos os nossos produtos móveis. No entanto, para a nossa estratégia de marketing, vamos adotar duas marcas em smartphones e wearables e seguir, daqui para frente, com Moto e Vibe globalmente.

Será que a Lenovo vai conseguir manter os fãs da Motorola mesmo depois de “matar” a marca? Comente no Fórum do TecMundo