Procuradores federais do estado da Virgínia acabam de fechar um dos maiores sites de compartilhamento de arquivos do mundo, o Megaupload, sob a acusação de que a empresa viola as leis de direito autoral.

Além disso, todos os funcionários da companhia foram indiciados pelos supostos crimes praticados. A ação acusa o Megaupload de deixar de pagar mais de US$ 500 milhões em direitos autorais de filmes e outros conteúdos.

A ação acontece apenas um dia após uma série de protestos contra o SOPA, projeto de lei que pode colocar em risco a liberdade de expressão na internet. O Megaupload é um dos 15 sites mais populares do mundo. Os representantes do veículo ainda não se manifestaram sobre o assunto. Mais informações sobre o caso em breve.

Atualização: segundo o The WallStreet Journal, sete funcionários foram presos nos Estados Unidos, quatro na Nova Zelândia e um na Austrália. Além da acusação de infingir as leis de direito autoral, o site também está sendo apontado como uma suposta fonte de lavagem de dinheiro.

Em nota à Associated Press, um representante da página se limitou a dizer que "a grande maioria do tráfego do Megaupload é legítimo e se a indústria de conteúdo quer tirar vantagem da nossa popularidade, teremos o maior prazer em dialogar".