Você já assistiu ao filme “A Rede Social”? Ele conta a história de como Mark Zuckerberg construiu o império do Facebook e conseguiu se tornar um jovem bilionário. Na história, o executivo é mostrado com algumas características bem marcantes. Ele é arrogante, introspectivo e na maior parte do tempo atende ao que se imagina nos estereótipos de um “nerd esquisitão”.

Mais do que o mostrado no filme, há uma grande mitologia que circula em torno de Zuckerberg. Mas será que tudo o que se fala sobre o bilionário é verdade? Certamente não! Confira agora mesmo alguns dos maiores mitos que temos ao redor de Zuckerberg e fique sabendo da verdade por trás de cada uma das histórias.

1. Ele é “pão-duro”

Um dos grandes mitos que circula sobre Mark Zuckerberg é que ele não gasta dinheiro com nada. De fato, suas roupas parecidas contribuem para a imagem de que ele é um homem mão-fechada — e notícias de que ele havia gasto “apenas” US$ 25 mil no anel de noivado que comprou para sua esposa contribuem com isso. No entanto, a grande verdade é bem diferente.

Apesar de Zuckerberg não ser do tipo que gasta dinheiro adoidado, ele está bem longe de ser o tipo sovina. De acordo com o The New York Times, ele costuma fazer doações bem generosas para instituições dos mais diversos tipos. Nisso, podemos citar a doação de US$ 100 milhões para que a cidade de Newark pudesse reformar uma série de escolas públicas por lá.

2. Arrogância

Quem assistiu ao filme “A Rede Social” tem a imagem de que Zuckerberg é arrogante e mesquinho, mas há quem discorde. Uma série de funcionários, amigos, parceiros e ex-colegas da universidade afirma que ele está longe de ser dessa forma. Entre os elogios mais recorrentes estão alguns que o descrevem como um homem engraçado, divertido e amigável.

3. Um gênio dos negócios

Ele é bilionário e gerencia a maior rede social do mundo. Logo, ele deve ser um excelente gênio dos negócios, não é mesmo? Na verdade, não! De acordo com o próprio Zuckerberg, durante os primeiros anos no comando do Facebook, ele ainda não sabia nada sobre como funcionava o mercado — e foi por isso que ele recusou a oferta de US$ 1 bilhão que a Yahoo! fez naquela época.

4. Ele é um nerd introspectivo

Nerd? Sim! Introspectivo? Tentando não ser... Outro mito que surgiu no filme “A Rede Social” é de que Zuckerberg é um grande esquisitão. Há vários relatos de que o jovem bilionário estaria trabalhando muito para se tornar mais sociável — tornando bem mais simples a comunicação com desconhecidos.

5. Um traidor

Muitos imaginam que Mark Zuckerberg tenha traído Eduardo Saverin e roubado toda a fama do Facebook. Na realidade, Zuckerberg apenas cortou o brasileiro de seus planos quando eles começaram a discordar de todo o direcionamento que a rede social teria dali para frente. Muitos afirmam que o americano jamais “apunhalaria alguém pelas costas”, contribuindo para a queda do mito. 

.....

Você conhece grandes mitos sobre os gênios da tecnologia? Comente no Fórum do TecMundo