Ubuntu Light: versão mais leve do Linux e com boot de 7 segundos!

Primeira versão de testes do Ubuntu Light foi lançada. Confira as novidades que ela traz!
  • Visualizações28.852 visualizações
Por Elaine Martins em 14 de Maio de 2010

A última versão do Ubuntu nem bem ficou pronta e a Canonical, empresa responsável pelo Ubuntu e outras distribuições Linux, já agitou a comunidade de software livre novamente. Agora a novidade é o Ubuntu Light, uma versão bem mais leve do Ubuntu e mais voltada aos usuários que estão saindo do Windows e migrando aos poucos para o Linux.

Além de ser mais leve e com um boot muito mais rápido, de quase 7 segundos, esta versão do Ubuntu possui vários recursos que visam ajudar os usuário novatos no uso do sistema. Um exemplo é uma Barra de tarefas adicionda à Área de trabalho, a qual facilita o acesso aos aplicativos instalados no computador.

E as novidades são...

O Ubuntu Light é mais voltado para notebooks de pequeno porte e também netbooks. A interface do sistema foi remodelada de maneira a ficar mais leve e melhor adaptada às telas de baixa resolução. Apesar de modificações como essa, as janelas e telas do sistema não perderão suas características nem os efeitos visuais.

Para completar as novidades visuais, o sistema agora possui uma Barra de tarefas, localizada à esquerda da Área de trabalho. Através dela o usuários acessará todos os aplicativos instalados no computador, além dos programas em execução. Qualquer semelhança com a dock do Mac OS X não é mera coincidência.

Nova Barra de tarefas
Fonte: Canonical Ltd

Falando em nova interface, as modificações não ficaram apenas no visual, ela também ganhou um nome e foi batizada de Unity Shell. Nada mais justo, afinal isso a torna diferente das versões utilizadas no Ubuntu anteriormente.

Mas o que mais está chamando a atenção dos usuários e também dos fabricantes no Ubuntu Light nada tem a ver com as mudanças visuais, mas sim no tempo de boot. Os desenvolvedores do novo sistema estimam que ele não levará mais do que 7 segundos para iniciar, o que seria um novo recorde de tempo de boot!

Como o sistema será apresentado como um complemento ao Windows, e não um substituto, o usuário não poderá instalar ou remover novos programas. Isso porque o principal objetivo do Ubuntu Light é permitir o rápido acesso a internet e emails sem que o usuário tenha que esperar o sistema operacional inteiro carregar, o que no Windows pode significar alguns minutos.

Você deve ter percebido que o Ubuntu Light é mais voltado para trabalhos rápidos e simples, como a edição de um texto de última hora ou o acesso à internet. E já que o sistema não permitirá a instalação de novos aplicativos ele vem com os programa principais instalados, como navegador, cliente de email, pacote de aplicativos para escritório e até cliente para redes sociais.

Nova interface para o Ubuntu
Fonte: Canonical Ltd

Nem tudo é só alegria

Se você ficou interessado no Ubuntu Light e está pensando em instalar em seu computador, pode ir esquecendo. Infelizmente esta versão do Ubuntu está disponível apenas para os fabricantes de equipamento, também conhecidos como OEMs. Ou seja, nada de novidade para os usuários por enquanto.

Apesar disso, os desenvolvedores garantem que a interface otimizada Unit Shell estará presente na próxima versão do Ubuntu, a 10.10, também conhecida como Maverick Meerkat, que tem o lançamento previsto para outubro deste ano.

Até lá, apenas os usuários que comprarem algum equipamento dos fabricantes que aderirem ao Ubuntu Light poderão desfrutar e testar esta nova versão! O jeito é esperar até outubro para experimentar as novidades.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!