Mesmo em um cenário marcado pela queda de vendas de computadores com formato tradicional, a  Lenovo continua conseguindo se manter lucrativa nesse segmento. O mais recente relatório fiscal divulgado pela companhia mostra que ela teve um lucro líquido de US$ 300 milhões (R$ 1,196 bilhão) no último trimestre — e, o mais importante, deixou de registrar perdas em sua divisão mobile após a compra da Motorola.

Com isso, a companhia conseguiu cumprir sua previsão de que deixaria de ser deficitária nesse mercado de quatro a seis trimestres após adquirir a companhia responsável por aparelhos como o Moto G. Durante o primeiro trimestre após a Lenovo assumir o controle da companhia, as vendas dos dispositivos da Motorola aumentaram em 25% em relação aos três meses anteriores.

No setor dos PCs, a Lenovo conquistou uma fatia de 21,6% do mercado mesmo após o desastre de relações públicas que foi o escândalo “Superfish”. Apesar de o segmento como um todo ter encolhido 10,9% em vendas, a presença forte da organização no mercado chinês ajudou a minimizar suas perdas.

Ainda que o resultado seja positivo do ponto de vista financeiro, a empresa registrou uma queda geral no número de produtos vendidos por ela no último ano. Atualmente, está planejando cortar US$ 1,5 bilhão em custos de produção e expandir sua participação no mercado de servidores (que rendeu a ela US$ 5 bilhões em vendas em 2015) para conseguir permanecer lucrativa.

Você contribuiu para o sucesso da Lenovo? Comente no Fórum do TecMundo