Um dia depois de a Xiaomi apresentar oficialmente o Redmi 3 – smartphone voltado para o mercado de entrada, com boas especificações e preços interessantes –, a Lenovo surpreendeu revelando um aparelho concorrente: o Lemon 3. Esse dispositivo também traz configurações que vão conquistar o consumidor que quer um celular de entrada, mas que não vai deixá-lo na mão na realização da maioria das atividades.

Esse aparelho traz um design limpo e com linhas suaves, marca registrada da empresa. A estrutura metálica transmite uma sensação premium bem interessante, o que contrasta com a posição de mercado que o Lemon 3 deve ocupar. No mercado internacional, esse smartphone deve chegar com outro nome e provavelmente será o sucessor do Lenovo K3.

Especificações técnicas

  • Sistema operacional: Android 5.1 (Lollipop)
  • Tela: 5 polegadas
  • Resolução de tela: 1920x1080 pixels (Full HD)
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 616
  • CPU: octa-core de 1,5 GHz
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento interno: 16 GB
  • Armazenamento externo: expansível com cartão micro SD
  • Câmera traseira: 13 megapixels
  • Câmera frontal: 5 megapixels
  • Bateria: 2.750 mAh
  • Conectividade: WiFi, Bluetooth, GPS, 3G, 4G e micro USB
  • Áudio: Dolby Atmos
  • Preço de lançamento: ¥ 699 ou US$ 105 (aproximadamente R$ 422 em conversão direta na cotação atual)

Lemon 3 vs. Redmi 3

Não tem como não fazer uma comparação direta entre esses dois smartphones e perceber como eles guardam semelhanças. Ambos possuem uma tela de 5 polegadas, porém o aparelho da Xiaomi tem resolução HD (1280x720 pixels). O dispositivo da Lenovo, contudo, já conta com uma tela Full HD (1920x1080 pixels).

Considerando as partes internas, os dois smartphones também são muito parecidos. Ambos contam com o chipset Snapdragon 616 da Qualcomm, com CPU octa-core de 1,5 GHz. Os dois aparelhos também têm 2 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento interno.

Câmera e bateria

A câmera dos dois smartphones também possui a mesma capacidade em megapixels, o que não indica a mesma qualidade para fotos. É possível que os aparelhos apresentem desempenhos diferentes dependendo dos outros componentes que vão entregar para os consumidores.

Porém, a diferença mais gritante entre os smartphones é a capacidade da bateria. Enquanto o Redmi 3 conta com surpreendentes 4.100 mAh, a opção da Lenovo têm "apenas" 2.750 mAh. O preço em conversão direta para o real também parece muito semelhante: R$ 426 para o aparelho da Xiaomi e R$ 422 para o Lemon 3.

Interface e disponibilidade

O que alguns podem encarar como uma vantagem é o fato de o Redmi 3 também vir equipado com a MIUI 7, interface personalizada do Android criada pela Xiaomi. Porém, ainda não há informações sobre a provável interface que vai equipar o Lemon 3 ou se o aparelho vai apostar em uma versão pura do sistema operacional da Google.

Ainda não há informações sobre disponibilidade e o preço final desse aparelho em terras brasileiras. Será que, depois de decretar o fim da linha Moto G e Moto E, essa é a nova aposta da Lenovo para o mercado de aparelhos de entrada e intermediário?

Acha que o novo aparelho de entrada da Lenovo, o Lemon 3, vai ser um bom concorrente para o Redmi 3? Comente no Fórum do TecMundo!