A Kingston, líder mundial na fabricação de pendrives, apresenta uma novidade prática e segura: o DataTraveler 2000. Ele possui criptografia-padrão AES 256 bit e proteção via código de acesso, que é digitado em um teclado alfanumérico integrado ao dispositivo.

O dispositivo tem como objetivo servir como um meio de transporte e armazenamento de dados superseguro, principalmente para profissionais de segurança de tecnologia da informação, pequenas e médias empresas e usuários finais e corporativos que precisam proteger suas informações digitais.

A unidade pode ser implementada facilmente em um ambiente de trabalho onde vários dispositivos estão em uso, pois independe de qualquer sistema operacional. Toda a sua segurança está baseada no próprio hardware, ou seja, a criptografia é feita sem softwares ou hardwares auxiliares. Para utilizar o novo pendrive, basta digitar a senha no teclado alfanumérico e inseri-lo em uma porta USB.

Proteção sem segredos

“O DataTraveler 2000 tem atributos cada vez mais indispensáveis: segurança, praticidade e portabilidade. É o pendrive perfeito para quem não pode correr nenhum tipo de risco”, afirma o diretor executivo da Kingston Brasil Paulo Vizaco. “Além dos benefícios da criptografia AES 256 bit totalmente baseada no hardware e do teclado alfanumérico, os consumidores ainda contarão com atendimento local e suporte técnico gratuito da Kingston”.

O Data Traveler 2000 terá versões com capacidades de 16 GB, 32 GB e 64 GB e contará com garantia de três anos. O dispositivo deve chegar ao mercado ainda no primeiro semestre de 2016.

O que você acha da segurança no uso de pendrives? Comente no Fórum do TecMundo