Seleção: jogos de Dragon Ball

Selecionamos os melhores, mais velozes e emocionantes games com os personagens desta série tão famosa!
  • Visualizações159.474 visualizações
Por Igor Pankiewicz em 19 de Março de 2009

Quem é que não adorava se sentar em frente à televisão para curtir a obra prima de Akira Toriyama, Dragon Ball? Narrando a épica história de Son Goku e seus amigos, o desenho angariou uma imensa legião de fãs pelo mundo inteiro e, mesmo após vinte anos de seu lançamento, continua a “vender como água”.

Mas, o tempo passou e a série animada viu seu fim (para 2009 está prevista apenas uma versão remasterizada em alta definição), isso depois de ter passado pelas três grandes etapas: Dragon Ball, Dragon Ball Z (talvez a mais popular delas) e Dragon Ball GT, a única que não foi baseada nos quadrinhos originais, que circulavam na revista Weekly Shōnen Jump.

Morre de saudades do carisma dos herois e das divertidas aventuras? Então aproveite, pois preparamos uma seleção dos melhores jogos baseados no Anime, para você aproveitar cada gota de nostalgia e reviver a sua infância, aí vai!

A seleçao

Jogos de todos os tipos para fazer seu Ki se elevar

Mugen Tournament  3

Mugen? Este não é aquele “sisteminha” para criar jogos de luta? A resposta é sim, mas você se surpreenderá com a qualidade final deste projeto. Os personagens de Dragon Ball são apenas uma parte, já que estão no bolo Street Fighter, Mortal Kombat, Super Mario (e Luigi!), Samurai Shodown e até Fatal Fury!

Pancadaria misturada entre séries

Quem está acostumado com jogos nos quais a pancadaria rola solta — com múltiplos golpes seguidos (combos), ataques especiais, “supers”, saltos e contra-ataques — se sentirá em casa, pois Mugen Tournament  3 se parece muito com Street Fighter e, em outros momentos, com Marvel vs Capcom. Sendo assim, não se esqueça de ligar um bom controle ao seu computador!

O grande contratempo com esta verdadeira obra de arte é o processo de configuração e ajuste, justamente para que ele rode (é necessário mover e descompactar dezenas de pastas, o que leva alguns minutos) adequadamente. Se tiver dúvidas com relação a esta etapa, apenas acompanhe o tutorial passo-a-passo da página de download do Baixaki. Tudo é explicado em detalhes.

Um cast bem variado

E no que diz respeito às configurações, agradecimentos aos usuários “proclook” e “Daniel Bueno Moreira”, que ajudaram postando dicas de como configurar o modo de tela cheia. O processo se resume em abrir o arquivo “mugen” com o bloco de notas e editar as linhas descritas nos comentários deles, que estão na página de Download.

Acredite, de todos os jogos com personagens de Dragon Ball, este é um dos melhores. É recompensador gastar um tempo na sua configuração e no download, que é gigantesco.

DragonBall Sagas

Tem saudades das célebres frases como, por exemplo, “Morra Kakaroto, seu verme insolente!”? Então Dragon Ball Sagas, outro jogo de luta em 2D, é um prato cheio para você, pois ele trás o áudio das dublagens brasileiras da série no início de cada combate. A qualidade do som não é das melhores (chega a lembrar os desenhos Hanna-Barbera), mas o que vale é a nostalgia.

Lutas muito boas!

Golpes e movimentos voam soltos pelos ares, tentando recriar o espírito original do desenho. Existem sequencias especiais, golpes com Ki e outras possibilidades. Mesmo depois de ter dominado os comandos, estude bem os personagens para não apanhar feio do Goku Super Sayajin 5.

Tão veloz que Gyniu nem viu

Super Sayajin 5, está louco? Eu não, mas o criador deste game “pirou” legal com personagens dotados de poderes e formas nunca antes vistas. Como consequencia, não há um equilíbrio direto entre o elenco (com alguns dos herois fica muito fácil ganhar).

Dragonball vs. The Others 3

Novamente, a ideia é Dragon Ball “contra a rapa”. Personagens e cenários de Street Fighter, Marvel e Mario dão as caras por aqui, junto com personagens dos desenhos animados de Akira Toriyama que parecem ter sido retirados do game Hyper Dimension, lançado há alguns anos atrás para o console Super Nintendo.

Os maiores problemas são a necessidade de rodar em resoluções baixíssimas (o que o torna incompatível com algumas placas de vídeo) e a impossibilidade de funcionar sob sistema operacional Windows Vista. Parta para ele se tem o XP em sua máquina.

Jump Shin Ultimate Galaxy Stars X3

Dando continuidade à lista de jogos de luta em duas dimensões, temos Jump Shin Ultimate Galaxy Stars X3. Também escrito na plataforma M.U.G.E.N., este game — que não leva o nome de Dragon Ball — mistura os personagens da série com os de outros animes bem famosos pela terra do sol nascente (Japão).

Explosões e poderes

Curte durabilidade e variedade? Então se prepare, pois já de cara ele apresenta uma verdadeira penca de conteúdo para você se divertir: 62 personagens, 30 cenários de partida e diversos modos de jogo, tais como Adventure, combate simples e Survival, no qual você deve sobreviver ao ataque de uma horda de inimigos.

As lutas têm boa velocidade e os personagens muitas magias especiais, mas o problema com o jogo reside no departamento gráfico. Você terá que se concentrar para passar pelos pixels estourados que preenchem a tela. Há também uma ligeira inconsistência nos gráficos dos personagens, pois algum tem mais resolução, outro menos.

De qualquer forma, vale à pena dar uma conferida.

De outra perspectiva

Eles também são de luta, mas oferecem olhares diferentes ao jogador

Dragon Ball Z – Budokai X

Se Mugen Tournament é o melhor que você pode conseguir de um jogo de luta tradicional, Dragon Ball Z – Budokai X (criado por Julen 26) é a mais encantadora e bem finalizada versão de briga estilizada. Sem brincadeira, os gráficos caricatos e simplificados atraem a todos os tipos de pessoas, mas é o acabamento e a quantia de conteúdo que ele oferece que assustam.

Bonecos estilizados e muito charme

Todos os menus possuem imagens e músicas retiradas da série, além de animações próprias de deslocamento. Ao selecionar a opção Saga, você terá que atravessar toda a história do desenho, recriando os combates quase letais contra Raditz, Freeza, Vegeta, Cell, Buu e os demais vilões. Se não tiver tempo para tudo isso, apenas parta direto para a luta com a opção Battle.

Mas não vá pensando que a simplicidade gráfica representa a jogabilidade, pois acontece justamente o oposto. São sete botões, além do uso das setas direcionais para o deslocamento do personagem, ao seu dispor. Magia, elevar Ki, super velocidade, ataque rápido, socos e chutes são apenas alguns dos exemplos de movimentos possíveis.

Dragon Ball Z – Arena Battle

Não se deixe enganar pelos gráficos extremamente simples e pela falta de acabamento nos menus deste game, pois ele é viciante e, de quebra, está em português! Com uma mecânica direta de jogo e apenas três botões (um para saltar, outro para atirar poderes e outro para andar lateralmente), ele consegue entreter na medida certa. Também não é necessária instalação, portanto descompacte-o e parta direto para a briga.

Duelos quase épicos

O combate se passa em um campo aberto, com rochas e obstáculos que podem agir como proteções. Para atingir seu adversário, basta mirar com as setas direcionais e disparar, sem contato corpo a corpo.

Os grandes destaques são a jogabilidade (como dito acima) e a trilha sonora, retirada da série original. Já na abertura você será embalado pelo ritmo de “Rock the Dragon” (adaptação americana para a introdução). E aí, o que está esperando? Vá com tudo para cima de seus adversários!

Dica: atirar seus poderes consome pequenas partes da barra azul, que representa seu ki. Para recarregá-lo (ou aumentá-lo, se preferir) como faz o personagem adversário, segure o botão de tiro e pressione qualquer seta direcional.

ESF – Earth Special Forces

Como o único integrante da lista dotado de gráficos tridimensionais, ESF infelizmente acompanha uma restrição enorme para alguns de nossos usuários: por se tratar de uma modificação do jogo Half-Life, é necessário que ele também esteja instalado em sua máquina. Mas, se você é um felizardo e manteve esta relíquia ativa em seu PC, se prepare!

A modelagem dos personagens apresenta um grande cuidado em manter a aparência do desenho, além de ser muito bem animada. Todos os ataques e movimentos são baseados no que era retratado na telinha.

Como o sistema de combate é complexo, você pode criar suas próprias salas de combate com jogadores controlados pelo computador, de modo a treinar e se tornar o mestre do mundo das artes marciais avançadas (e alienígenas!).

E aí, curtiu os jogos? Certamente um deles o agradará com brigas de tirar o fôlego (e a pele do seu dedo, de tantos movimentos e apertos nos botões), portanto tire seu controle da gaveta, configure-o e parta para a briga! Até a próxima!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!