A Wikipedia "secreta" (Fonte da imagem: Reprodução/Hidden Wiki)

Hoje em dia é comum pensarmos que não há limites para o nosso conhecimento, afinal de contas, podemos encontrar facilmente a resposta para qualquer dúvida que surja em nossas cabeças. Basta acessar a internet.

O nome de uma cidade estranha em um país distante, como preparar aquele prato exótico ou as últimas notícias sobre alguma mulher-fruta qualquer podem ser acessadas com rapidez e velocidade.

Contudo, ainda há muito mais informação na rede do que muita gente pode imaginar. Isso porque a maioria de nós não acessa a chamada Deep Web, parte da internet que reúne conteúdos que não são indexados pelos buscadores. Ou seja, só quem conhece o link exato do site pode acessá-lo.

E se há páginas escondidas, saiba que existe também uma parcela da Deep Web que pode ser ainda mais “profunda” e misteriosa. Estamos falando da Mariana’s Web. Você já ouviu falar na parte mais obscura da internet?

O que é Deep Web?

Para entender a Mariana’s Web é preciso conhecer um pouco do conceito que envolve a Deep Web, lugar na qual essa parte da rede está inserida. Como explicamos de maneira mais abrangente neste artigo, o conteúdo da Deep Web é aquele que reúne páginas e documentos não indexados pelos sites de pesquisa, como o Google ou o Bing, por exemplo.

Infográficos utilizando a analogia com um iceberg são comuns (Fonte da imagem: Reprodução/Invention Machine)

Essa é a principal definição do termo, que foi criado por Michael K. Bergman, CEO e cofundador da Structured Dynamics LLC. Ele se refere a todo aquele conteúdo que não pode ser indexado pelos sites de busca e, dessa forma, não está disponível diretamente para quem navega na internet.

Essas páginas “secretas” só podem ser acessadas por aplicativos específicos, como o Tor, por exemplo. Ele conecta você a uma rede chamada “Onion” (Tor, na verdade, é um acrônimo para “The Onion Router”) que intermedeia o acesso entre o seu PC e esses sites não indexados. Mas por que essas páginas estão escondidas?

Simples: liberdade de conteúdo. Na Deep Web você encontra todo o tipo de material, desde coisas relativamente simples, como filmes e livros proibidos em alguns países, até conteúdos mais pesados, como fóruns para troca de imagens pesadas, compra e venda de drogas, entre várias outras coisas.

Muitos dizem, em fóruns e páginas amadoras, que a maior parte dos dados online em todo o mundo encontra-se nessa rede e não é visualizada pela maioria das pessoas comuns. Não há, contudo, números específicos ou certificados acerca dessa divisão.

As camadas do Tor...

Mesmo que você não saiba nem mesmo fritar um ovo e seja uma negação na cozinha, muito provavelmente você já viu uma cebola de perto, não é mesmo? Dessa forma, você deve se lembrar de que o vegetal, quando é descascado, além de fazer a gente chorar um pouco, também se separa em diversas camadas diferentes.

Essa é a maneira de funcionamento do Tor. Ele trabalha com várias camadas, sendo que cada uma delas é um roteador diferente. A cada passo, o navegador se conecta a um deles, que passa as informações de conexão ao próximo e assim por diante. Com isso, a ideia é deixar o conteúdo supercriptografado “acessável” para você.

... E as camadas da Deep Web

O termo “camada” não se resume somente ao funcionamento de navegação do Tor na Deep Web. Há quem diga que o próprio “lugar” também apresenta uma divisão em camadas, trazendo os mais diferentes níveis de acesso – tudo de acordo com o nível de conhecimento do usuário e o que ele estaria procurando.

Acesso difícil (Fonte da imagem: Reprodução/iStock)

Na internet não há informações muito precisas a respeito de tais camadas, de forma que buscamos algumas na própria Deep Web. Depois de várias “idas e vindas”, chegamos a uma espécie de consenso, um padrão de divisões que aparece em diversos fóruns e sites especializados no assunto.

Além daquela popular imagem do iceberg que retrata a Deep Web e todo o seu conteúdo escondido, há outras mostrando também como funciona essa divisão em camadas. Algumas são até mesmo um tanto enigmáticas, exibindo o usuário como uma pessoa indefesa e cercada de camadas de conteúdo malucas e abstratas.

Os três primeiros níveis você já deve conhecer

Os três primeiros níveis considerados nesse ranking englobam elementos mais “normais”, vamos dizer assim. A primeira camada, chamada de “0”, seria a internet que acessamos normalmente nos dias de hoje, os sites comuns e da nossa rotina diária, como o Facebook ou o próprio Tecmundo, por exemplo.

A internet como você conhece (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Subindo ao primeiro nível, chamado de “Surface Web”, você encontraria sites com conteúdos mais diversos e alguns fóruns que reconhecidamente aparecem com informações novas e/ou contraditórias, como o Reddit. Seguindo a evolução, chegamos à camada de número 2, a “Bergie Web”. Aqui encontram-se servidores de FTP que ficam mais à margem dos sites populares.

Finalmente, na terceira camada, você atinge a chamada “Deep Web”. Aqui já há conteúdos bem diferentes dos habituais, como sites com vídeos de conteúdo pesado, fóruns de hackers, estudos comunitários de scripts e vírus, entre outros. Essa camada, no entanto, ainda que só possa ser acessada por meio do uso de Proxy, contém somente o material mais acessível da Deep Web.

No submundo da internet

Há muitos sites da Deep Web que podem ser acessados sem que você tenha o Tor instalado. Isso, no entanto, restringe o alcance da sua navegação, deixando que você fique “preso” aos conteúdos citados acima. Outro problema é que você provavelmente acabará com o seu PC recheado dos mais diferentes malwares.

Visual antigo e livros dos mais diversos tipos para você baixar (Fonte da imagem: Reprodução/The Tor Library)

Dessa forma, quem se aventura por esses lados deve seguir os conselhos de quem acessa a Deep Web com certa frequência – muitos dos quais afirmam que o Tor garante certo grau de proteção. De quebra, ele também permite que você acesse a outra parte dessa terceira camada.

Com o Tor você já ganha acesso (caso encontre os sites, é claro) a diversos materiais mais avançados. Há quem diga que aqui existem fóruns extremamente técnicos sobre os mais diversos assuntos computacionais, incluindo dados sobre cosmologia.

O nível 4, chamado “Charter Web” é uma versão mais avançada da terceira camada. Aqui, no entanto, o acesso a materiais ilegais começa a crescer de forma vertiginosa. Sites de vendas de drogas, vídeos banidos e extremamente ofensivos e até mesmo a chamada “Hidden Wiki” encontram-se nesse “lugar”.

O lugar mais profundo

A partir da quinta camada, poderíamos encontrar a chamada Mariana’s Web. O nome teria sido inspirado nas “Fossas Marianas”, conhecido como o lugar mais profundo dos oceanos em todo o Planeta Terra.

Em um popular infográfico que rola pela internet, nessa parte da Deep Web começam especulações sobre a utilização de uma ferramenta chamada “Closed Shell Systems”, além de outra cujo nome é “Polymeric Falcighol Derivation”.

Imagens bizarras descrevem a rede (Fonte da imagem: Reprodução/World Crunch)

Isso tudo, no entanto, seriam alguns nomes e ferramentas fictícios, criados do nada e somente para que alguns novos e curiosos usuários acabassem fazendo papel de bobo. Brincadeiras à parte, no entanto, é sabido que muitas páginas da rede precisam de programas e configurações bem mais avançadas do que o Tor para serem acessadas.

Esses sites é que dariam forma à chamada Mariana’s Web. Ela também se dividiria em categorias, trazendo a quinta, a sexta e a sétima camadas. Aqui, aquela regrinha continuaria a mesma, ou seja, quanto mais alto o nível acessado, mais avançados deveriam ser o usuário e as suas ferramentas.

Conteúdos extremos de todos os tipos, incluindo tutoriais para terroristas, páginas com material adulto proibido e fóruns de assuntos inimagináveis, por exemplo, poderiam ser encontrados nessas camadas. Até mesmo algumas lendas e teorias da conspiração conseguem tomar forma nos confins da internet.

Os assuntos secretos da Mariana’s Web

Mas o que há de tão secreto na Mariana’s Web que precisa ficar escondido dessa forma? Não existe uma resposta 100% correta sobre o assunto, por isso, não há como apontarmos com certeza qual tipo de informação pode ser encontrado por lá. O que se sabe é baseado em relatos de usuários experientes em Deep Web e fóruns especializados no assunto.

Segundo eles, diversos sites verdadeiramente macabros podem ser acessados na Mariana’s Web. Como os níveis de criptografia são bem avançados, algumas pessoas se sentem mais à vontade, vamos dizer assim, para oferecer os seus serviços.

Algumas pessoas apontam sites que disponibilizam assassinos de aluguel. Empresas especializadas na venda de armas proibidas e de uso estritamente militar também poderiam ser encontradas nessas camadas mais longínquas da rede. Nessa toada mais sinistra há o comércio de seres humanos, animais raros e órgãos.

Partido Chinês que busca liberdade nas camadas profundas da internet (Fonte da imagem: Reprodução/Cyberwise)

Existem, também, as partes “não bizarras” dentro da Mariana’s Web. Alguns sites e fóruns controlados pelo Partido Pirata Chinês, grupo que defende a liberdade de expressão dentro do país, estão alocados nessas partes da internet.

A troca de informações de um exército de hackers que se unem na luta contra a pedofilia online, algo muito comum dentro da Deep Web, também aconteceria nessas camadas mais profundas, em fóruns criados especialmente para tratar do assunto.

Há quem acredite que algumas teorias da conspiração muito famosas na internet podem ter nascido na Mariana’s Web. Entre as especulações estão, por exemplo, as de que a Haarp seria uma arma do exército dos Estados Unidos capaz de controlar forças da natureza em nosso planeta.

Máquinas secretas de Nikola Tesla? (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Outros falam em uso da computação quântica por governos poderosos em todo o planeta, enquanto que há aqueles que dizem haver livros escritos por Nikola Tesla que seriam secretos e trariam informações sobre métodos incríveis de se obter e controlar a energia elétrica.

.....

E você, já sabia algo sobre a Deep Web e a Mariana’s Web? Já conhecia tais conceitos e essa divisão em camadas da parte mais secreta da internet? Para muitos, todo o conceito que envolve as páginas escondidas e todos os seus mistérios não passam de lendas da internet... O que você acha? Não deixe de comentar!