A Internet das Coisas está chegando com força: maçanetas, cintos, janelas, portas, cadeiras, mesas e até paredes. Tudo o que você achava banal, aos poucos, está sendo fabricado com alta tecnologia e interagindo com redes WiFi, outros objetos e o seu corpo. Essa é a ideia da "IoT": uma revolução tecnológica para conectar tudo que existe.

Se por um lado isso é ótimo, por outro, verdadeiros pesadelos podem acontecer. E não estamos falando apenas de privacidade e segurança — também não vamos citar a facilidade de transformar o mundo em um livro de George Orwell.

Veja bem: vamos apresentar cenários hipotéticos que podem acontecer quando estivermos com a IoT muito desenvolvida. Obviamente, os cenários são verdadeiros pesadelos. Vamos deixar de lado as esperanças e os pensamentos positivos. Venha descer esta ladeira de preocupação com a gente!

Virar o Senhor Branco

Hoje é possível ter o computador invadido por hackers? Sim, mas o estrago posterior ainda não é tão grande quanto poderá ser feito. Pelo menos, não em tão pouco tempo.

Imagine que você fique uma semana fora em férias. Assim quando chega em casa, pilhas de caixas entregues drones da Amazon estão na porta de sua residência. Dentro delas, fluido de isqueiro, pseudoefedrina, compressas frias, baterias de lítio e vários itens necessários para produzir, por exemplo, metanfetamina. Pelo menos, o suficiente para brinca de Mr. Walter White.

No momento que você olha todas estas caixas, a ferramenta de rastreio de itens suspeitos da polícia provavelmente já vai estar no seu encalço. Outro problema: quando o FBI aparece na sua casa porque você encomendou algumas armas e drogas na Deep Web.

Mas como tudo isso é possível? Com tudo conectado em uma rede WiFi e um usuário provavelmente não muito afim de lidar com senhas de segurança extensas, um hacker vai conseguir não só invadir toda a sua rede, mas até minerar Bitcoin na sua torradeira — não precisamos explicar o tom da brincadeira, certo?

A morte

A morte vai ser outro caso, no mínimo, interessante. São centenas de casos em que corpos são encontrados semanas, meses e até anos após a morte. Isso acontece desde o desaparecimento de uma pessoa ou até a falta de contato com amigos e familiares.

Em um mundo no qual as contas serão pagas automaticamente e todas as transações vão ser automatizadas, vai demorar muito mais até algum agente da justiça aparecer na sua casa.

Mais dinheiro gasto

Você vai acabar gastando mais com seguros automotivos e seguros de vida. Aliás, qualquer tipo de seguro pode acabar ficando mais caro.

Isso porque, com tudo conectado, a sua vida vai ficar exposta para empresas. E eles vão recolher os dados que mostram como você não é nada seguro ao dirigir, vão encontrar os seus hábitos nada saudáveis — sim, o smartwatch vai mostrar que você não faz muitos exercícios —, e tudo isso vai ter preço extra no final.

Stalker 2.0

Você terminou um relacionamento, mudou todas as suas senhas, mudou o seu número de telefone e até mudou a chave de casa. Contudo, esqueceu de alterar a senha da webcam que existe na sua geladeira. E, esta pequena combinação alfanumérica, ficou com o seu ex-namorado ou ex-namorada que usava o painel da geladeira para receber recomendações nutricionais baseadas na aparência.

Simples: você continua sendo observado toda a vez em que entrar na sua cozinha.

Sequestro de alta tecnologia

Você estava tranquilo dentro de seu carro após o trabalho. Olhos fechados para relaxar (ele dirige sozinho), aquela música suave (a playlist se ajusta para o horário) e apenas sentindo o calorzinho confortável dos bancos (que também se ajustam para a temperatura ideal). Então, uma voz fala para se manter calmo: "Perdeu, playboy".

Portas travadas, caminho alterado, celular sem rede. Não há o que fazer: você está sendo sequestrado. Isso na melhor das hipóteses. Imagine se do outro lado for um assassino por aluguel e ele resolver colocar o destino no GPS do seu carro dentro de algum lago, praia ou edifício.

Spam!

Se o spam e os anúncios já nos irritam nos dias de hoje, já imaginou que divertido vai ser quando o seu alarme despertar às 6h00 de domingo para lhe contar sobre a nova promoção daquele refrigerante que é o seu amiguinho?

E você? Enxerga algum outro cenário horrível que pode ser causado pela Internet das Coisas? Diga nos comentários.

O que você desses cenários horríveis que a Internet das Coisas pode trazer? Comente no Fórum do TecMundo