Com apenas cinco anos de existência, o Instagram já tem mais de 400 milhões de usuários ativos por mês e conta com 80 milhões de fotos compartilhadas diariamente, gerando número mais do que considerável de interações por dia. Tamanho sucesso, no entanto, levanta a questão da necessidade de tomarmos alguns cuidados sobre quais informações estão sendo compartilhadas na rede social.

A maioria dos usuários do Instagram – e de praticamente qualquer outro aplicativo – não costuma prestar muita atenção durante a instalação e aceita todos os temos e condições sem sequer parar para ler. Como isso pode acabar levando as pessoas a ignorar as configurações de privacidade das fotos que serão compartilhadas, a Kaspersky Lab desenvolveu sete dicas para aproveitar melhor a rede social e compartilhar o conteúdo com segurança.

1 – Senha

Definir um código forte logo no momento que criamos a conta é fundamental. Para isso, crie uma senha única que inclua letras, números e símbolos. Segundo os especialistas da Kaspersky, quando um golpista consegue descobrir ou roubar uma senha, ele prontamente tenta a reutilizar nos principais serviços online, o que aumenta a importância de cada uma ser singular.

2 – Privacidade

Caso você deseje preservar sua privacidade e compartilhar o conteúdo postado somente com pessoas conhecidas, vá até as opções do Instagram e selecione "Conta privada" para evitar que estranhos possam bisbilhotar suas imagens. “Ativar essa função é algo especialmente importante, por exemplo, para pais que gostam de compartilhar fotos de seus filhos com amigos e familiares”, diz a empresa.

3 – Controle quem acessa seus dados

Da mesma forma que acontece em outras redes sociais, existem provedores e ferramentas que são inseridas na API do Instagram para facilitar o compartilhamento de imagens ou a participação em concursos. No entanto, é preciso ter em mente que essas adições podem ter acesso às suas informações pessoais e, assim, tornar sua conta mais vulnerável. A recomendação aqui é entrar nas configurações da rede social e gerenciar esses recursos.

4 – Cuidado com os robôs

Seja sua conta privada ou não, é preciso tomar um cuidado especial caso você seja do sexo masculino. Muitas vezes, os homens que usam o Instagram recebem solicitações de mulheres muito bonitas ou ricas à procura de um namorado. Na maioria esmagadora dos casos, esses perfis na verdade são os chamados fembots, programas de computador que imitam pessoas para compartilhar links feitos para transmitir vírus ou roubar dados. Embora não haja relatos, é possível que também existam versões voltadas para atingir o sexo feminino.

5 – Invasão de contas

Com mais de 1,3 milhão de resultados em pesquisas no Google, a invasão de contas de usuários do Instagram parece ser um problema bastante recorrente. Caso sua conta seja comprometida, tente acessá-la para alterar a senha e suas configurações. Se não for possível, visite a "Central de ajuda" para redefinir a senha e denunciar contas de spam, entre outras coisas.

6 – Controlar marcações em fotos

Quando alguém marca você em uma foto do Instagram, ela aparece automaticamente em seu perfil, o que pode levar a situações constrangedoras. Para alterar essa configuração, acesse as configurações, clique em "Opções" e selecione "Adicionar manualmente". Assim, você será notificado quando alguém te marcar e poderá controlar quais delas aparecerão na sua página.

7 – Limpe o mapa de fotos

Todas as fotos que você compartilha no Instagram são marcadas com o lugar em que você estava no momento da postagem. Essa informação é tão precisa que pode incluir até mesmo o nome da rua e revelar o endereço da sua residência, do trabalho e dos locais que você frequenta. Para excluir essas informações, acesse o perfil e clique no ícone de localização, o que vai abrir um mapa com todas as suas imagens agrupadas por localidade. Selecione cada grupo ou fotografia isolada para apagar os dados de geolocalização das imagens de forma definitiva.

Você acha que sua conta do Instagram já está suficientemente protegida? Comente no Fórum do TecMundo