O que são texturas?

Saiba mais sobre este recurso essencial para games modernos!
  • Visualizações9.452 visualizações
Por Equipe Baixaki em 14 de Novembro de 2008

Realismo é uma parte integral de diversos jogos modernos e, por outro lado, a ausência completa de realismo, para satisfazer estilos fantásticos, também é essencial para alguns títulos. A representação dos ambientes conforme os desenvolvedores desejam exige diversos recursos para aproximar o resultado obtido daquilo que é tido como objetivo e, normalmente, modelos tridimensionais não são suficientes para isto, exigindo algo que dê uma credibilidade adicional à representação.

Para isso, servem as texturas. São imagens aplicadas sobre modelos, como “peles”, que dão características mais vivas para objetos, cenários e personagens. Ao longo do tempo, técnicas de aplicação de texturas têm se tornado cada vez mais avançadas e, com a evolução do hardware disponível para o jogador padrão, estas novas  tecnologias podem ser utilizadas com uma facilidade crescente.

A prática de aplicação de texturas sobre polígonos e formas tridimensionais foi desenvolvida pela primeira vez por Edwin Catmull, em sua tese de doutorado. Uma prova de que sua proposta deu certo é que, atualmente, até os games mais básicos apresentam texturização. Outra prova desse sucesso é que o cientista hoje é presidente dos estúdios de animação da Walt Disney e da Pixar.

Uma textura bem desenvolvida é essencial para aproximar cada vez mais os jogos de um ideal de qualidade. Um exemplo pode ser dado através de um objeto simples: uma sala, dentro de um prédio, pode ser modelada como quatro paredes, chão e teto. Este modelo representa perfeitamente uma sala, mas o que o torna realmente verossímil é a sensação que o jogador tem ao se aproximar de uma das paredes e ver o realismo da textura nela aplicada, ou ao olhar para o chão e observar uma simulação bem feita de um carpete.

Outro exemplo interessante para mostrar o efeito que a texturização tem sobre a representação de um objeto é uma comparação entre uma esfera apenas colorida e outra texturizada. A técnica de bump mapping, por exemplo, pode dar a uma textura simples uma riqueza de detalhes muito interessante, ao criar uma simulação de áreas elevadas ou profundas na superfície do objeto na qual a texturização é feita. Confira abaixo como a aparência de uma simples esfera é enriquecida com o processo de bump mapping, tornando-a semelhante a uma laranja.

Note o detalhamento adicional que a texturização proporcionou.

Esta poderosa técnica foi desenvolvida há anos, mas o hardware do jogador padrão não era capaz de aplicar o processo com a rapidez exigida por games ou outros aplicativos. Com o avanço da tecnologia da área, a aplicação do recurso de texturização tornou-se possível, em larga escala. Quem tem a ganhar com este tipo de desenvolvimento é o fã de games, que pode aproveitar os ambientes cada vez mais interessantes e atraentes em seus jogos favoritos.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!