Família Intel: quais as diferenças entre o Intel Celeron, Pentium Dual Core e Core2Duo?

Os três processadores mais vendidos, suas especificações e respectivas capacidades.
  • Visualizações102.124 visualizações
Por Fabio Jordão em 27 de Março de 2009

A Intel possui três modelos principais de processadores no mercado brasileiro. Voltado à navegação na internet e tarefas básicas, a empresa dispõe o Intel Celeron. Para usuários mais exigentes, há o Pentium Dual Core, que já tem tecnologia de dois núcleos. E para quem deseja jogar games e efetuar tarefas que exijam alto desempenho, a fabricante número um de processadores possui o Intel Core2Duo. Todavia, o que os diferencia internamente? Quais as especificações de cada um?

Isso é o que veremos neste artigo, porém é altamente recomendável que antes você efetue a leitura do artigo “dicionário de hardware” para não ficar sem saber o que determinados termos representam. Boa leitura!

Intel - A fabricante que mais vende processadores no mundo

Como eles entraram no mercado

O Pentium é simplesmente o processador mais famoso (e provavelmente o mais vendido) da história da computação. Este nome simplesmente foi o que fez a Intel crescer enormidades nos negócios da informática e certamente é um nome que ainda ajuda muito a empresa. A Intel sempre manteve as linhas de processadores Pentium como sendo o que há em “TOP”. Contudo com a entrada dos processadores de dois núcleos, a empresa teve que mudar essa característica.

O principal problema que ocorre com o Pentium, era o fato de ele necessitar de um clock (velocidade especificada em MHz ou GHz) muito elevado para atingir o desempenho apresentado pelos processadores da concorrência. O grande empecilho consistia na arquitetura do processador, que teria de ser totalmente alterada para que com um clock menor, os processadores aquecessem menos e executassem tarefas mais rapidamente.

Caixa do Core2DuoE foi o que a fabricante fez, criou o Intel Core2Duo. Um processador robusto, eficiente, com uma arquitetura renovada e que era capaz de rodar as mais pesadas aplicações com um clock bem baixo. O Core2Duo está presente nos computadores voltados a games e em notebooks mais potentes e certamente é um processador que só não irá perdurar por muito tempo, porque os quad cores tendem a dominar o mercado.

Após a criação dos Core2Duo, a Intel resolveu renovar a linha Pentium. Logo surgiu o Pentium Dual Core, que utiliza a mesma tecnologia dos Core2Duo, porém tem a velocidade e a memória cache L2 reduzidas.

A história do Celeron ocorreu conjuntamente com a do Pentium. Sendo um processador com longo tempo de vida, o Celeron sempre teve seu desempenho — e consumo de energia — reduzido, porém foi e ainda é um processador muito bom para trabalhar com aplicativos de escritório e para o uso diário. O Celeron era um processador de apenas um núcleo, porém a fabricante notou que o processador logo sairia do mercado se assim continuasse, e portanto, criaram Celerons de dois núcleos.

Tecnologias e detalhes internos

Tabela comparativa de processadores

* Apenas os modelos de 45nm possuem esta tecnologia,
** Os Intel Core2Duo da série E4000, E7000 e E8100 não são capazes de executar esta tecnologia.

Nossa tabela se refere aos seguintes processadores: Intel Celeron série 400, Intel Celeron série E1000, Intel Pentium Dual Core série T2000, Intel Pentium Dual Core série E2000, Intel Pentium Dual Core série E5000, Intel Core2Duo série E4000, Intel Core2Duo série E6000, Intel Core2Duo série E7000 e Intel Core2Duo série E8000.

A maior parte dos processadores citados na tabela tem suporte à tecnologia de 64 bits, detalhe que deve ser muito observado em qualquer processador. Além disso, o cache L1 desses processadores também é igual, portanto não falaremos a respeito disso nas descrições de cada processador.

Um grande diferencial dos processadores de dois núcleos da Intel, é que, ao contrário dos CPUs da AMD, a memória cache L2 é compartilhada para os dois núcleos. Claro que a Intel possui essa característica devido ao fator de seus processadores terem uma arquitetura totalmente diferente dos da AMD. Frisa-se ainda que, apesar desse pequeno detalhe parecer fazer grande diferença, os processadores Intel não ficam nem um pouco atrás dos CPUs da concorrente.

Celeron

Ao conferir os detalhes de nossa tabela, vê se bem o porquê do Celeron não ser indicado para tarefas pesadas. Repare que ele tem um número limitado de tecnologias, possui memória cachê L2 bem baixa, o clock dele é bem inferior e a maioria dos processadores da série Celeron possui apenas um núcleo.

Pentium Dual Core

Muitos confundem o Pentium Dual Core com o Pentium D, mas há muita diferença entre eles. Confira nosso artigo sobre Processadores Intel clicando aqui e saiba o que os diferencia. O Intel Pentium Dual Core é, na verdade, um processador que tem seu desempenho próximo a alguns Core2Duo e bem superior aos processadores Celeron.

Pentium Dual Core possui realmente dois núcleos?

Uma grande dúvida que muitos usuários têm quanto ao Pentium Dual Core é se ele realmente possui dois núcleos. De fato isso sempre foi um assunto meio nublado, pois a Intel não liberava muitas informações a respeito. Para que você possa sanar suas dúvidas, o Baixaki vai explicar.

A tecnologia de Núcleo Duplo da Intel foi criada há um bom tempo, porém no começo os chips da fabricante eram fabricados com a tecnologia de 90nm (as peças eram maiores), fator que não permitia incluir dois chips separados no mesmo processador. Sendo assim, a empresa se forçou a colocar tudo junto. Com o lançamento da tecnologia de 65nm, finalmente a empresa pode separar os núcleos, sendo que cada núcleo teria acesso independente ao restante dos componentes do processador.

Mais sobre o Pentium Dual Core

Sendo um processador barato e apresentando um desempenho razoável para diversas tarefas, o Pentium Dual Core é altamente recomendado para usuários que não queiram gastar muito e desejem executar até alguns jogos recentes.

Core2Duo

Core2Duo - O melhor desempenho geral e ponto final.Como você pode ver, o Core2Duo tem todas as características para ser o melhor processador. Veja que a frequência dele é muito superior aos demais CPUs, sem contar a memória cache L2 (que chega a ser 12 vezes maior do que a do Celeron). Relembra-se ainda que em um processador, a memória cache L2 e o clock realmente são fatores que fazem toda a diferença.

Além disso, a quantidade de tecnologias que os núcleos do Core2Duo possuem é bem maior. Ele é o único processador com instrução SSE4.1 e com a tecnologia de virtualização. Essas duas tecnologias são muito utilizadas nos mais recentes games e para sistemas operacionais avançados (os quais suportam rodar outro sistema simultaneamente por emulação).

A tecnologia “Intelligent Power Capability” é um dos fatores mais interessantes dos Core2Duo, pois é um recurso que faz o processador utilizar a energia de forma mais eficiente, gastando menos bateria (quando utilizado em notebooks) e esquentando menos o processador.

Detalhes gerais

Repare bem que há apenas dois fatores em comum nos processadores Intel: a memória cache L1 e o soquete do processador. Apesar de o soquete ser o mesmo, vale frisar que nem todos estes processadores funcionam em qualquer placa-mãe que venha com preparada para processadores soquete 775. Na verdade, a grande incompatibilidade de processadores com placas-mãe ocorre em decorrência do fator energia. Por exemplo: uma placa-mãe criada para processadores Celerons tende a não suportar um modelo de Intel Core2Duo, porque este processador utiliza muito mais energia.

Outro detalhe que diferencia muito estes processadores é o suporte a diferentes tipos de memória. Todos trabalham com memória DDR, todavia, os CPUs da linha Core2Duo suportam memórias com velocidade muito superior.

Você tem um processador Intel?

Infelizmente, não pudemos mostrar os infográficos da arquitetura de cada processador, porque a Intel não libera muitos detalhes sobre seus CPUs. Nosso artigo termina aqui, espero que tenha gostado. Compartilhe conosco sua experiência com processadores Intel, sua participação é fundamental em nossos artigos!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!