Em batalha judicial, Google vence Buscapé e Shopping permanece intocado

Empresa brasileira considerava entrada do serviço no país como concorrência desleal. De acordo com a Justiça, liderança de mercado não significa monopólio.
  • Visualizações3.614 visualizações
Por Durval Ramos Junior em 11 de Setembro de 2012

Em batalha judicial, Google vence Buscapé e Shopping permanece intocado

Lembra-se da batalha envolvendo o Buscapé e a Google por conta da chegada do Google Shopping no país e as acusações de que a empresa norte-americana favoreceria seu serviço nos resultados? Pois o entrave judicial envolvendo as duas companhias finalmente teve um fim com um parecer favorável à gigante da internet.

A 18ª Vara Cível de São Paulo partiu da ideia de que a liderança da Google não deve ser confundida com monopólio, uma vez que ninguém é obrigado a utilizar seus serviços de busca, vídeos ou pesquisa de preços. Mais do que isso, o tribunal ainda afirma que o Buscapé não depende unicamente dos resultados apresentados, uma vez que seus acessos podem ser obtidos de outras maneiras.

Além disso, a dona do YouTube e outros serviços na web alega que, mesmo com a entrada do Shopping no Brasil, a companhia nacional continua liderando o segmento e que, por mais que ela reclame da evidência dada aos resultados de seu serviço, a gigante não tem o dever de destacar seus concorrentes.

Por fim, o tribunal considerou as acusações inválidas uma vez que o Google Shopping não é um site, mas uma ferramenta do Google Buscas, o que descaracteriza a suposta concorrência desleal. No entanto, é preciso levar em conta que, independente da natureza, ambos os serviços prestam o mesmo fim ao consumidor.

Com a vitória da empresa norte-americana, o Buscapé terá de pagar um total de R$ 30 mil pelas despesas do processo — e ainda engolir a ação do Shopping no Brasil.

Fonte: Gizmodo



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!