Durante a MWC 2016Google e GSMA, junto com várias operadoras de telefonia móvel globais, anunciaram uma nova parceria para incentivar o uso e adoção do padrão RCS no lugar do antigo SMS para mensagens via rede. Com isso, os velhos apps de mensagens padronizados de nossos smartphones funcionariam basicamente como os modernos mensageiros web, tais quais WhatsAppSkype e outros.

O envolvimento da Google nessa empreitada ofereceria um servidor RCS para operadoras que estiverem interessadas em ingressar no novo padrão de mensagens sem investir muito. Com isso, elas poderiam aposentar o velho SMS e ter maior capacidade de concorrer contra os mensageiros mencionados acima.

RCS vs. SMS

Mas o que o RCS tem que o SMS não tem? Basicamente tudo. O padrão mais antigo só permite enviar mensagens de texto até certo tamanho, e, caso você queira compartilhar mídia, é necessário usar o MMS, que é mais caro e não oferece boa qualidade.

O RCS permitirá que os velhos apps de mensagens padronizados dos celulares e smartphones criem grupos com várias pessoas, compartilhem fotos e vídeos em alta qualidade e ainda contem com recursos extras, como os marcadores de mensagens entregues e lidas. Em um futuro próximo, seria possível ainda fazer chamadas de vídeo.

Uma boa base

Esse novo padrão ainda suportaria os antigos SMS e MMS sem problemas, e a Google pretende implementá-lo em todos os aparelhos Android em atividade no mundo. Ou seja, as operadoras já teriam uma grande base de aparelhos compatíveis para começar.

Não ficou claro se essa parceria estabeleceu alguma meta a ser alcançada, mas com a disponibilidade do servidor da Google para as operadoras, além de APIs da tecnologia disponíveis para desenvolvedores, é possível que a novidade finalmente ganhe tração, já que a GSMA tem sofrido por quase 10 anos tentando padronizar a tecnologia entre as operadoras associadas.

Você conhece as diferenças entre os padrões SMS/MMS e RCS? Comente no Fórum do TecMundo