Enquanto muitas pessoas pensam que wearables como smartwatches e smartbands são o futuro da tecnologia móvel para a década, especialistas do mercado afirmam algo bem diferente. Para eles, dentro de poucos anos nós não apenas vestiremos esses dispositivos – nós os teremos implantados dentro de nós. Os pesquisadores até mesmo têm data para isso: em torno do ano de 2023.

As previsões são resultado do World Economic Forum, uma conferência que ocorreu na cidade de Davos, Suíça, e reuniu mais de 800 estudiosos e executivos na tarefa de imaginar o que ocorrerá pelos próximos anos, com base nas tendências atuais. Como resultado, foram definidos vários “pontos de virada” para algumas das tecnologias. O ano de 2022, por exemplo, promete trazer uma enorme adoção da fabricação por impressão 3D, bem como da Internet das Coisas.

O que mais chama a atenção, por sua vez, é 2023. E isso não apenas por ser o ano com mais mudanças previstas, mas porque teremos a combinação de três grandes mudanças: a chegada das tecnologias implantáveis, o uso da visão como nossa interface e a presença de aparelhos tão poderosos quanto os supercomputadores atuais cabendo em nosso bolso.

Se você ficou perdido, não se preocupe. Os estudiosos explicam isso em maiores detalhes, dando até mesmo exemplos do que esperar:

“As pessoas estão ficando mais e mais conectadas a dispositivos, e esses dispositivos estão se tornando cada vez mais conectados aos seus corpos. Aparelhos não são mais apenas vestidos, mas também implantados em corpos, oferecendo comunicações, localização e monitoramento de comportamento e funções de saúde... Tatuagens inteligentes e outros chips únicos podem ajudar com a identificação e a localização. Dispositivos implantados provavelmente também vão ajudar a comunicar pensamentos normalmente expressados verbalmente através de um smartphone ‘embutido’, assim como pensamentos ou humores potencialmente não expressos ao ler ondas cerebrais e outros sinais.”

Prevendo o que ocorrerá pela próxima década

E aí, se impressionou com as previsões? E isso que estamos falando de apenas algumas delas. De fato, eles têm suas sugestões do que vai acontecer de 2018 até 2027, que inclui desde um crescimento nos serviços de armazenamento até a adoção da robótica e da inteligência artificial no nosso dia a dia.

Confira logo abaixo as previsões feitas por eles para os outros “pontos de virada” dos próximos anos:

2018

  • Armazenamento para todos

2021

  • Robótica e serviços

2022

  • A Internet das Coisas
  • Internet vestível
  • Manufatura e impressão 3D

2023

  • Tecnologias implantáveis
  • Usar o Big Data para decisões
  • Visão como a nova interface
  • Nossa presença digital
  • Governos e a Blockchain
  • Um supercomputador em seu bolso

2024

  • Computação onipresente
  • Impressão 3D na saúde humana
  • Uma casa conectada

2025

  • Impressão 3D nos produtos do consumidor
  • Inteligência artificial nos trabalhos de “colarinho branco”
  • A economia compartilhada

2026

  • Carros autônomos
  • Inteligência artificial na tomada de decisões
  • Cidades inteligentes

2027

  • O Bitcoin e a Blockchain

Novamente, é bom deixar claro que essas são apenas algumas das várias mudanças previstas por eles para os próximos tempos. Você pode conferir muitos outros números interessantes, bem como possíveis efeitos colaterais de todas essas mudanças para a sociedade, através deste artigo. É uma pena que ainda estejamos um pouco distantes de ver isso se provar realidade, então nos resta esperar para ver.

Você acha que teremos smartphones implantados em nós, no futuro? Comente no Fórum do TecMundo