Fotografia: a regra dos terços

Qual a melhor forma de enquadrar os diversos elementos ao tirar uma fotografia? Aprenda o que é a regra dos terços e como ela pode influenciar no resultado das suas imagens.
  • Visualizações74.844 visualizações
Por Ana Nemes em 10 de Março de 2011

Imagine que é final de tarde na praia, o sol está se pondo, a paisagem é linda e você quer tirar uma fotografia para guardar aquele momento. Porém, não sabe exatamente como enquadrar os elementos para retratar a cena de forma fiel. Existe algo que pode ajudar nisso: a regra dos terços.

Em termo gerais, ela diz que ao compor um enquadramento, você deve traçar quatro linhas para dividir a tela em nove partes iguais, e então posicionar os objetos principais nas intersecções dessas linhas. Essa explicação parece confusa? Então olhe para esse exemplo:

Os elementos principais estão enquadrados próximos às linhas guia

Fonte da imagem: Moondigger

É possível perceber que os elementos principais nessa fotografia se encontram em pontos específicos, ou bem próximos deles. A principal mudança que isso traz na imagem é que os objetos principais são deslocados do centro da fotografia para as laterais, o que gera um enquadramento muito mais rico.

Fotografando paisagens

A regra dos terços - que não é exatamente uma “regra”, sendo apenas um conselho de como obter melhores enquadramentos - pode ser muito útil para fazer aquela fotografia comum de uma paisagem se transformar em algo muito mais agradável aos olhos.

Desloque o horizonte para não cortar a imagem pela metade

Fonte da imagem: Tomas Tolkien

Para começar, pense nos elementos que você tem na imagem. Você pode imaginar o cenário mais simples possível, um campo aberto sem árvores ou outros detalhes. Aplicar a regra dos terços aqui é fácil, basta deslocar a linha do horizonte para baixo, se você quiser mostrar mais o céu, ou para cima, se você quiser dar ênfase maior ao campo.

Faça isso com outros elementos, deslocando-os para os lados. Se você quiser, por exemplo, fotografar um tronco de árvore, procure não deixá-lo centralizado. Isso enriquece a imagem, pois cria uma espécie de moldura com os objetos principais, dando um aspecto mais agradável à fotografia.

Com o tronco não centralizado, toda a composição fica mais rica

Fonte da imagem: Tim Haynes

Algumas máquinas fotográficas trazem, no visor, as quatro linhas guias da regra dos terços, facilitando o trabalho do fotógrafo. Porém, não é preciso se prender completamente a elas, já que elas são apenas uma referência. O mais importante é tentar deixar de centralizar o elemento principal, hábito que, infelizmente, ainda é bastante comum.

Tire melhores retratos

Nos retratos individuais, os principais elementos são os olhos. Para deixar mais rico o enquadramento de alguém em uma fotografia individual de rosto, desloque um pouco o rosto da pessoa de forma que um dos olhos fique próximo à intersecção entre duas linhas guias.

Desloque o rosto da pessoa e alinhe os olhos com as linhas guias

Fonte da imagem: Ana Nemes

Isso quer dizer que o rosto estará deslocado um pouco para o lado e os olhos, um pouco para cima. Use os controles de profundidade de campo para criar um fundo desfocado e atrair mais a atenção para a pessoa que está sendo fotografada. Desta forma, os seus retratos ficarão com aparência de fotografia profissional.

Se você for retratar uma pessoa só, porém em um enquadramento mais aberto (isto é, mostrando partes do corpo, ou o corpo inteiro), tente colocar o rosto dela na linha guia em um dos cantos. Você pode enriquecer ainda mais a fotografia colocando outro elemento, menos importante e desfocado, do outro lado da imagem.

Use fundos desfocados para atrair a atenção para o elemento principal da imagem

Fonte da imagem: mugley

Quando for fotografar várias pessoas, procure colocar os seus rostos na linha horizontal superior da imagem. Se for um grupo pequeno de pessoas, centralize-o tendo como base uma linha lateral da imagem, e não o meio.

Tanto para retratos quanto para paisagens, o mais importante é sempre tentar encaixar os objetos de forma rica na imagem, formando uma moldura na fotografia e destacando o que é principal sem precisar recorrer ao enquadramento centralizado simples, que pode se tornar muito óbvio e pouco artístico.

Abuse das linhas

Para criar enquadramentos e composições cada vez melhores, abuse das linhas horizontais e verticais existentes na sua imagem. O horizonte é a principal delas, mas existem inúmeras possibilidades, como prédios, troncos de árvores e móveis.

As linhas retas ajudam na composição da imagem

Fonte da imagem: DArcy Norman

Tente enquadrar sempre esses elementos com as linhas imaginárias da regra dos terços. Isso cria um efeito geométrico na imagem, valorizando os contornos e tornando a sua fotografia mais interessante. Nem sempre esse efeito visual é aparente, mas são os detalhes que ajudam em uma boa composição.

Além das linhas retas, preste bastante atenção nas curvas. Uma curva bem posicionada na imagem pode dar uma ideia de movimento e leveza. A mesma regra dos terços vale para elas, com a diferença de que, as vezes, você pode enquadrar o mesmo objeto curvo em mais de um ponto de intersecção, tornando a “moldura” da foto ainda mais rica.

Curvas ajudam a dar leveza e movimento às imagens

Fonte da imagem: Keith Miller

Quebrando as regras

As regras na fotografia existem apenas como guias, e você pode quebrá-las sem se sentir culpado, basta saber como fazer isso. Existe uma grande diferença entre bater uma fotografia com o objeto principal centralizado, o fundo inteiro com foco e nenhum ponto interessante ou inusitado e fotografar alguém no centro da foto, mas com um enquadramento ainda rico.

A diferença está em conhecer a regra para saber como quebrá-la. Quando você centraliza o objeto, mas consegue construir um fundo interessante, abusando de cores, elementos arquitetônicos e usando a profundidade de campo ao seu favor, o enquadramento não se torna simples e sem atrativos. Pelo contrário, ao quebrar as regras de maneira criativa, o fotógrafo consegue imagens belíssimas.

Utilize a profundidade de campo e elementos arquitetônicos para enriquecer a imagem

Fonte da imagem: Wazari Wazir

O importante é sempre valorizar todos os elementos e saber mostrar exatamente o que deseja, seja deslocando os objetos para o lado através da regra dos terços ou abusando de fundos desfocados e elementos inusitados nas suas imagens.

Fique de olho nos artigos que o Baixaki está fazendo sobre fotografia e descubra como conseguir melhores fotografias com o equipamento que você possui!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!